Os artigos mais clicados da semana | 17 a 23 fev

Esta semana começamos os artigos mais clicados com a trágica morte do jovem artista angolano Fillemon Junior. O cantor saía de um estabelecimento noturno, em Luanda, quando teve um acidente de carro. O segundo artigo mais lido foi a notícia do lançamento do álbum de Prodígio, seguido de Rudolph Ingram, a promessa do atletismo internacional com apenas sete anos. Na quarta posição ficaram os nomeados aos Globos de Ouro angolanos e, por fim, o artigo sobre as categorias do mesmo evento.

1. Fill Júnior dos Dream Boyz morreu em acidente de carro

Imagem Instagram

Filemon Junior, conhecido como Fill, membro do grupo angolano Dream Boyz, morreu na madrugada deste sábado, em Luanda, num acidente de carro. Fill tinha acabado de sair de um estabelecimento noturno na Ilha de Luanda.

2. Prodígio reserva dia da Mulher para lançar novo álbum, “Castelos”

Imagem Divulgação

Prodígio anunciou este sábado 16 de fevereiro o seu próximo álbum de originais, Castelos, que sucede a Prodígios, lançado em 2015 na Praça da Independência, em Luanda.

3. Tem apenas sete anos e está a três segundos de distância de Usain Bolt

Rudolph Ingram – Blaze The Great

Chama-se Rudolph Ingram, tem apenas sete anos e está a três segundos de distância do multicampeão olímpico jamaicano Usain Bolt. O norte-americano Ingram acumula em tão tenra idade 20 medalhas de ouro.

4. Angola: Estes são os nomeados aos Globos de Ouro de 2019

Imagem Platina Line

Já foram anunciados os nomeados para a segunda edição, dos prémios Globos de Ouro Angola 2019, dois meses antes da gala organizada pelas empresas STEP e Platina Line, a Academia Globos de Ouro Angola.

5. Angola: Estas são as categorias dos Globos de Ouro de 2019

Imagem Divulgação

Os Globos de Ouro angolanos de 2019 estão quase a acontecer. No próximo mês de abril, o espaço HTCA, em Luanda, vai receber a gala de premiações que reconhece os melhores do entretenimento nacional.

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.