O cinturão do UFC não é mais exclusividade de atletas norte-americanos, da Europa e da Oceânia. O nigeriano Kamaru Usman, de 31 anos de idade, tornou-se no primeiro africano campeão da história do UFC ao massacrar o americano Tyron Woodley, detentor anterior do cinturão dos pesos-meio-médios, e vencer por decisão unânime (50-44, 50-44, 50-45) na luta principal do UFC 235, na madrugada de sábado para domingo, em Las Vegas.

Bastante emocionado após a luta, Usman ergueu a sua filha Samirah, cuja mãe é brasileira, e fez uma dedicatória.

“Eu talvez não seja o melhor striker no mundo, talvez não seja o melhor wrestler puro no mundo, mas quando misturas tudo isso, eu sou o melhor nessa m***. Quando esta menina nasceu, acendeu um fogo dentro de mim. O pai fez isto. Quando cresceres, quero que te lembres deste dia”, disse o nigeriano.

Como foi a luta?

1.º Round

Kamaru Usman não demorou muito para furar a defesa até então perfeita de Tyron Woodley nas defesas de queda: derrubou o campeão logo no primeiro minuto.

Woodley tentou pegar o adversário numa guilhotina, mas o nigeriano livrou-se sem muita dificuldade. Não o manteve no chão por muito tempo, mas fê-lo recuar durante todo o primeiro round. Acertou muitas joelhadas e ganchos na linha de cintura, e neutralizou a potente mão direita do campeão.

2.º Round

O segundo round foi ainda mais dominante. Usman clinchou, maltratou o adversário com ombradas e pisões no pé, e acertou uma dura cotovelada ao sair da luta agarrada que abriu a sobrancelha do campeão. Em seguida, o nigeriano derrubou Woodley e rapidamente passou à montada, de onde acertou golpes curtos na cabeça e nas costelas e ameaçou um kata-gatame.

O embate entre estes dois monstros foi até o 5.º round, onde Woodley deu tudo o que podia numa tentativa de guilhotina ao longo da grade, mas Usman ganhou outra queda e prendeu o campeão no chão. A partir daí, Usman saiu do quadro com ofensiva sorrateira do topo e viu o relógio contar até a sua vitória no campeonato.

 

De realçar que, em dezembro do ano passado, Kamau Usman fez uma publicação intrigante nas redes sociais. Usman publicou a foto de um contrato assinado para enfrentar o atual campeão dos meio-médios do UFC Tyron Woodley. Anunciando assim a luta.

Campeão desde 2016, Woodley concluiu quatro defesas de título, e não luta desde setembro, quando finalizou o inglês Darren Till. O próximo adversário de Tyron seria o americano Colby Covington, mas os dois ainda não chegaram a um acordo para o duelo, o que gerou críticas do presidente Dana White e pode abrir o caminho para Usman.

Estes foram os melhores momento da luta:

Com este desempenho, Usman aumenta o seu recorde de UFC para 10-0 e derruba um dos maiores campeões meio-médios da história do UFC. Usman provou que é o melhor lutador de 170 libras do mundo. Já podemos imaginar o novo campeão dos pesos meio-médios do UFC enfrentando futuros candidatos como Colby Covington e Ben Askren, mas também podemos ver Woodley rapidamente fazendo o caminho de volta para uma revanche.