O Google revelou uma plataforma de streaming de jogos, Stadia, com o objetivo de marcar uma presença forte e diferente no mercado tradicional do negócio dos jogos de consola.

A plataforma armazena numa cloud uma sessão de jogos e permite que os jogadores usem mais que um dispositivo, desde que esteja conetado no navegador Google Chrome e no Chrome OS, como telefones Pixel e Chromebooks.

Quanto aos valores do serviço o Google ainda não avançou nada nem se estarão disponíveis assinaturas ou quais os jogos que se poderão jogar. A única certeza é que a plataforma Stadia estará disponível no final de 2019.

O anúncio foi feito pelo Google durante a Game Developers Conference, em São Francisco. Muitos esperavam que fosse anunciada apenas uma nova consola de streaming, mas o Google foi mais longe e centrou-se apenas na infraestrutura da cloud da empresa para armazenar jogos que pudessem ser jogados mais tarde diretamente da plataforma.

“A nova geração de jogos não é uma caixa. O data center é a sua plataforma.”, disse o vice-presidente do Google, Phil Harrison. Assim como os filmes e música, a indústria tradicional de jogos tem mudado de hardware e os jogos físicos têm sido disponibilizados cada vez mais para downloads digitais e streaming.

“Jogar videojogos será tão simples quanto apertar o botão ‘jogar agora’, sem a necessidade de fazer download e instalar o jogo” acrescenta o vice-presidente. O comando da Stadia está habilitado para o uso de Wi-Fi e possui um botão que permite que os jogadores falem através de um microfone e usem o Google Assistente para fazer perguntas sobre os jogos que podem ser jogados em tempo real. Outro botão permite que os usuários compartilhem a jogabilidade diretamente com o serviço de streaming de vídeo do Google, o YouTube.

O Google espera que todos os jogos ocorram eventualmente em consolas externass, em plataformas de streaming baseadas na cloud, semelhantes ao que foi anunciado.

Em entrevista o Harrison afirmou que a plataforma “não substituirá os dispositivos de jogos tradicionais da noite para o dia. Nós não estaríamos aqui se não fosse pelas plataformas tradicionais existentes.”

O analista da CFRA Research, Scott Kessler, disse que a abordagem do Google que liga o compartilhamento do YouTube e a reprodução de videojogos é única.

“Não é necessariamente neste momento a coisa mais fácil para as pessoas transmitirem os seus jogos e agora todos podem fazê-lo apenas com o apertar de um botão. O que o Google fez com a Stadia é conectar e unificar tanto a plataforma de jogos como a plataforma de streaming que obviamente é nova”.

A empresa disse que a Stadia estará disponível no final de 2019 nos EUA, no Canadá, no Reino Unido e em outras partes da Europa. O Google mostrou demonstrações de “Assassin’s Creed Odyssey” e “Doom Eternal”.

O diretor-gerente da BTIG, Brandon Ross, disse que a Stadia será um ponto positivo para os editores e para jogadores, isso porque a plataforma pode atrair jogadores que não estão dispostos a gastar o dinheiro para um PC de jogos ou um consola.

O Google lançou a Stadia Games and Entertainment, que desenvolverá jogos exclusivos da Stadia. Será anunciado no verão mais informações sobre os jogos e preços.