Um murro no estômago, arrepios, vontade incontrolável de chorar, raiva, repulsa, é o que provavelmente vais sentir ao ver a nova série de Ava DuVernay na Netflix. When They See Us conta-nos a história verídica de cinco adolescentes negros que foram erradamente acusados de violar uma mulher no Central Park, em Nova Iorque, nos anos ’80.

O trailer foi lançado no 30.º aniversário do dia do ataque brutal no centro do caso, cuja dimensão mediática foi enorme numa cidade atormentada por crimes e tensões raciais. No caso intitulado como Central Park Five, quatro dos adolescentes acusados, que tinham entre 14 e 16 anos na época das detenções, confessaram falsamente após serem interrogados por horas. Os adolescentes, diriam mais tarde que a polícia os privou de comida, água e sono durante os interrogatórios.

Em 2002, o caso foi arquivado quando um violador em série confessou o ataque e provas de ADN o ligaram ao crime. As condenações injustas, garantidas em dois julgamentos separados em 1990, e o clima político que as teria permitido, tornaram-se o tema de um documentário de 2012 de Ken Burns. Os homens, que passaram entre sete e 13 anos de prisão, chegaram a um acordo de 40 milhões de dólares com a cidade dois anos depois.

Em 2016, o caso chegou às manchetes dos jornais novamente quando o presidente Donald Trump, então candidato republicano à presidência, insistiu que os homens eram culpados, apesar da evidência de ADN que os libertou. De relembrar que, em 1989, menos de um mês após o ataque, Trump tornou-se uma figura periférica do caso quando publicou anúncios de página inteira no New York Daily News e em outros jornais pedindo à cidade que “trouxesse de volta a pena de morte”. DuVernay explorou a posição de Trump no caso Central Park Five no seu documentário indicado ao Óscar de 2016, “13th”.

“When They See Us”, que estreia a 31 de maio, segue o Central Park Five por décadas – desde os interrogatórios de 1989 até a exoneração em 2002 e o acordo que com a cidade 12 anos depois. A série conta Oprah Winfrey e Robert De Niro entre os seus produtores e tem um elenco de estrelas, incluindo Michael K. Williams, John Leguizamo, Vera Farmiga, Niecy Nash e Joshua Jackson.

A série também apresenta Felicity Huffman, uma das atrizes envolvidas no escândalo de admissão em faculdades. Huffman, que concordou em se declarar culpado de uma acusação de conspiração e fraude, interpreta Linda Fairstein, uma das promotoras do caso do Central Park Five. Como chefe da unidade de crimes sexuais do Gabinete do Procurador Distrital de Manhattan, Fairstein supervisionou a acusação dos cinco adolescentes.