O caminho para o sucesso é incerto, fórmulas exatas não existem. No entanto, há uma constante que se mantém em todas as histórias de conquista e superação.

Abel Bom Jesus vem de uma família de agricultores, o campo sempre fez parte da sua vida, pois desde muito cedo aprendeu com a sua avó a trabalhar a terra para mais tarde colher os frutos.

Logo, aí verificamos que paciência foi uma virtude que Abel teve oportunidade de conhecer desde tenra idade. O trabalho de um agricultor não é necessariamente fácil e a colheita dos “frutos” deste trabalho leva tempo e dedicação.

A história do primeiro agricultor de sucesso em São Tomé e Príncipe começa aos 17 anos quando Abel decide dedicar-se completamente à agricultura, tendo na altura, empregado outros santomenses para trabalhar num pedaço de terra que lhe foi oferecido pelo tio. No entanto, a caminhada nesta área foi tudo menos fácil.

A maior dificuldade enfrentada por Abel foi a falta de apoio e motivação visto que todos tinham uma opinião muito acentuada em relação à agricultura em São Tomé e Príncipe: “não tem futuro”, frase muitas vezes ouvida por Bom Jesus.

Abel Bom Jesus / Foto: STP On

Muitos foram aqueles que lhe disseram que o que ele estava a fazer culminaria numa perda total de tempo e que essa área não era para jovens. Nisto tudo algo é certo, Abel não desistiu. O jovem agricultor que, na altura, tinha sonhos maiores que o campo que cultivava, continuou seguro de que a sua oportunidade chegaria.

Com o seu campo muito organizado e bem trabalhado, a sua grande oportunidade chegou quando um empresário italiano visitou São Tomé à procura de negócios para investir.

Já dizia o velho ditado que “a sorte é amiga do trabalho e da persistência”. O empresário italiano chegou ao campo de Abel por meio de um amigo que conhecia o trabalho de Bom Jesus. Deu duas voltas ao campo e decidiu investir no negócio, dando entrada de uma quantia considerável para implementação da primeira rede de estufas no país.

Quando questionado sobre o porquê de estar a investir todo aquele dinheiro no campo de Abel, o italiano respondeu: “ele tem um campo pequeno mas está muito bem cuidado e organizado”.

SABER MAIS