A oitava edição do NOS Primavera Sound arrancou esta sexta-feira, no Parque da Cidade do Porto, com os cabeças de cartaz Solange, Danny Brown e Stereolab, num dia que começa com concertos dos portugueses Dino D’Santiago e Mai Kino.

A norte-americana Solange atuou já na madrugada de sexta-feira, e foi o ‘grande’ nome do dia, até pelas críticas da imprensa especializada a “When I Get Home”, a mais recente gravação de estúdio, lançada em março.

O diretor do evento, José Barreiro, destacou à Lusa o espetáculo “muito especial e cuidado” da cantora de 32 anos, por ser um “estilo musical que não é muito programado nos festivais em Portugal”, como um dos pontos altos de um evento para o qual as expectativas estão “muito elevadas”.

Danny Brown, outro dos cabeças de cartaz do dia, animou o palco principal com o seu “Atrocity Exhibition”, de 2016, intitulado em homenagem à música homónima de Joy Division.

O antigo vocalista dos Pulp, Jarvis Cocker, mostrou no Porto o projeto JARV IS.