O Egipto acolhe a partir desta sexta-feira, 21, a 32ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN), cujas expectativas anunciam que irá bater todos os recordes das competições anteriores, onde de forma inédita teremos pela primeira vez, 24 equipas em vez das habituais 16.

O primeiro pontapé de saída acontece entre o Egipto e o Zimbabué. A final será disputada a 19 de Julho e aproveitamos para realçar a participação dos países de língua oficial portuguesa: Angola e Guiné-Bissau. O CAN 2019 realiza-se no Cairo, capital egípcia.

Os “Faraós” partem como favoritos para o campeonato africano das nações, no grupo A, e para o jogo inaugural frente à seleção do Zimbabué, pois  pode contar com a estrela da equipa, Mohamed Salah, que venceu a Liga dos Campeões Europeus de 2019 com o seu clube Liverpool, sem esquecer de mencionar o restante grupo de jogadores excelentes, no auge da carreira. E claro que o público egípcio também vai desempenhar um papel importante. Os egípcios já foram sete vezes campeões continentais, duas vezes na condição de anfitriões (1986 e 2006) e foram finalistas na última edição realizada no Gabão em 2017, onde perderam para os Camarões.

Para o Zimbabué é a quarta participação na competição, sendo que nas três precedentes, nunca conseguiu ultrapassar a fase de grupos.

Contudo, o lote de favoritos é extensivo a outras selecções, com destaque para o Senegal, que no último mundial teve o melhor desempenho entre as cinco equipas africanas. A melhor selecção africana no Ranking da FIFA (22.º lugar) é liderada por outra estrela do Liverpool, Sadio Mané. O favoritismo no Grupo C é indicutível, ainda que tenha a Argélia em seu caminho.

De realçar que as seleções do Madagáscar, Burundi e Mauritânia são as únicas selecções estreantes.

Composição dos grupos:

Fase de Grupos CAN 2019/CAF

O fator surpresa

No entanto, o favoritismo não faz campeões. Relembre-mo-nos do sucesso inesperado dos Camarões em 2017 e do desaire da equipa camaronesa no ano a seguir (2018) ao não conseguir se qualificar para o Mundial de 2018 na Rússia.

Os PALOP no CAN 2019

Angola e Guiné-Bissau vão ser as duas únicas seleções lusófonas a estar em território egípcio e continuam a preparação para as respectivas estreias.

Angola arranca o campeonato contra a Tunísia, no Grupo E, na próxima segunda-feira 24 de junho. De notar que os tunisinos arrecadaram o troféu em 2004.

Quanto à Guiné-Bissau prepara-se para uma estreia difícil. Os guineenses vão defrontar os cinco vezes campeões africanos Camarões.