Quem não se lembra da música “Depois do Fim” ou “Negra da Carapinha Dura” de Kizua Gourgel? Temas que não ficaram parados no tempo e tornaram-se hinos da música angolana.

O músico não tem parado, o tempo parece que não passou por ele. Sem rastas, com um ar mais fresh e como se sente bem, como o próprio já havia dito ao Platina Line, veio mostrar que a música nunca deixou de fazer parte de si.

Após uma década dedicada aos palcos e fidelidade à música que fazia, Kizua encontra-se neste momento numa nova fase artística. É um novo artista, que não esquece o seu passado musical e dessa experiência, entre composições com outra complexidade e maturidade, nasceu uma nova obra discográfica, que já está na reta final de gravação.

O álbum Kizuísmo, que não foi lançado em 2007, chega finalmente ao público, em formato digital com o selo da SOBA e-Music. De acordo com o press release enviado à BANTUMEN, os fãs e seguidores podem esperar um álbum rico em sonoridade, que comporta 12 faixas musicais, tendo como autor da capa o grande artista Horácio Mesquita, e tem como convidados especiais Yola Semedo e TC.

O LP foi gravado entre Angola, Portugal e Brasil, é mais maduro e consistente. Todos os temas são intemporais que certamente não vão desapontar os ouvintes. O lançamento oficial do álbum está marcado para o dia 18 de julho, no Instituto Camões, Luanda, onde o mesmo será lançado em formato digital.

Kizua Gourgel fará ainda um pequeno concerto no dia do lançamento, acompanhado de uma sessão de autógrafos e venda do mesmo. Podes fazer a pré-compra do álbum desde já, pela primeira plataforma de venda de música digital em Angola, SOBA e-Music.