Em Angola existe um bairro tradicional fundado sob alicerces multi-culturais, que abraça uma cultura que capta cada vez mais seguidores no país, o Rock. Falamos do Bairro da Luz, na cidade portuária do Lobito, província de Benguela.

O Bairro da Luz é um bairro antigo e pitoresco no centro do Lobito, sul de Angola, com ruas largas, casas seculares, pequeno comércio tradicional, restaurantes e locais de vida nocturna e, além disso tudo, é o berço do rock em Angola. Foi onde renasceram os festivais de rock de fim de ano, realizados em nove edições consecutivas, pela banda Os Afogados (Joaquim Araújo, Bito, Justino Candele).

Atualmente, este bairro tem sido palco de um dos maiores festivais de rock daquelas bandas, que carrega o nome do bairro, e que acontece entre os dias 12 e 13 de julho. O evento acontece anualmente à margem do Dia Internacional da Cultura Rock, assinalado a 13 de julho.

O festival tem merecido destaque, pois é das principais atracções que aquele bairro antigo tem acolhido. Pelo palco passam nomes como a banda Fios Eléctricos, Beside, o músico Agostinho Sanjambela, Znackloh Hobyrge e os Black Soul.

Bairro da Luz
Foto/Reprod Google

Fundado pelo rocker e activista Edson Renato, o evento conta com o apoio do Movimento de Apoio e Divulgação do Rock em Angola.

“O Festival de Rock – Bairro da Luz é um projeto com intuito de unir as expressões artísticas que revelam a cultura angolana, desde a música, dança, desenho, teatro, artes plásticas e fazer chegar à sociedade lobitanga o melhor que a cultura pode oferecer”, explica a organização.

Outro objectivo é abrir um novo espaço para a divulgação cultural.

Através do festival, músicos locais têm a oportunidade de apresentar e divulgar os seus trabalhos, durante os shows e as coberturas de imprensa. Nesta 5ª edição, o evento vai contar com a cobertura televisiva do canal VIDA TV.

Este ano, o Festival de Rock – Bairro da Luz vai acontecer sem a presença do inesquecível José Patrocínio (Zé Tó), falecido no mês de junho de 2019.

Ze Tó, Agostinho Sanjambela e amigo (Reprodução Facebook)-

O activista é uma das quatro pessoas que muito influenciaram a realização do evento de rock na Cidade do Lobito, e que deixa um profundo legado na luta pelos direitos humanos e por uma cultura de paz.