Há quem tenha dito que a esta 13ª edição do NOS Alive foi um reviver do passado, com a atuação de bandas e artistas que agradam aos mais velhos e que continuam a captar a atenção dos mais novos.

Estes três dias do festival, que teve início no dia 11 e estendeu-se até ao dia 13 de julho, foram bons, e deixaram os festivaleiros satisfeitos. Desde o concerto dos Ornato Violeta, The Cure, Jorja Smith, Emicida, Chong Keong, ao concerto dos Vampire Weekend, The Gift, Gossip e Bon Iver.

Ainda numa onda de saudosismo, a organização do NOS Alive anunciou neste sábado, 13, que vai ter nos seus palcos uma das bandas mais importantes do panorama musical português do início dos anos 2000.

Voir cette publication sur Instagram

Adivinha quem voltou… Foram uma das bandas mais criativas da música portuguesa e também uma das mais marcantes de que há memória… A “doninha” está na área e resolveu surpreender de novo! Os Da Weasel vêm por este meio comunicar que irão regressar a palco no dia 11 de Julho de 2020, no festival NOS Alive para um concerto único e exclusivo! Recorde-se que esta é a segunda vez que o grupo passa pelo passeio marítimo de Algés, onde já havia atuado em 2007 na primeira edição. A banda está muito feliz em partilhar esta notícia e ansiosa para viver o momento. A satisfação dos Da Weasel passa também por poder proporcionar este espetáculo aos seus antigos fãs e a quem queira estar presente. Resta agora o regresso ao trabalho e à preparação deste grande acontecimento. Respect! Doninha na área! @nos_alive #nosalive #daweasel

Une publication partagée par Da Weasel Oficial (@daweaseloficial) le

Falamos da “doninha” aka Da Weasel, a banda de Pacman (Carlão) e Virgul que vai regressar aos palcos para um concerto na próxima edição do festival de música do Passeio Marítimo de Algés, anunciou a organização. A próxima edição vai decorrer de 9 a 11 de julho — e os Da Weasel vão atuar no palco principal no terceiro dia de concertos.

No registo deste grupo estão discos como 3º Capítulo, Iniciação a Uma Vida Banal – O Manual, Podes Fugir Mas Não te Podes Esconder, Re-Definições e Amor, Escárnio e Maldizer terminou em 2010. Em 2020, assinalam-se os dez anos do fim da banda com um regresso inesperado.