O álbum Kizuísmo, do músico ​Kizua Gourgel​, que devia ter sido lançado logo após a publicação do seu single Tetembwa, em 2007, já tem data para chegar ao mercado.

Está agendado para o dia 25 de julho o lançamento oficial do álbum Kizuísmo, na Ilha de Luanda, num dos restaurante mais frequentados da capital angolana. Nesse dia, o artista vai os convidados do evento com um concerto, acompanhado de uma sessão de autógrafos e venda do disco.

Finalmente, Kizua Gourgel​ vai ultrapassar este capítulo pendente na sua carreira. Esta é uma nova fase em que se caracteriza como um novo artista, que emergiu dos muitos anos de palco e vida dedicada à música. Novas composições, com outra complexidade e maturidade nasceram e isso culmina naturalmente com a gravação de uma nova obra discográfica.

Apesar de o seu lançamento estar previsto há algum tempo, o álbum sofreu alguns atrasos, por motivos de força maior. Desta vez, é certo, Kizuismo vai ser disponibilizado ao público em formato digital com o selo da SOBA e-Music.

Kizuísmo é um álbum rico em sonoridades, comporta 12 faixas musicais, com convidados especiais vocais de ​Yola Semedo e ​TC​, sendo a capa da obra discográfica uma arte pintada por um famoso pintor da Papua – Nova Guiné, de nome ​Jeffrey Figger​.

Um álbum gravado entre Angola, Portugal e Brasil, maduro e consistente, apesar de começar a ter sido gravado há mais de dez anos, carrega consigo uma intemporalidade que certamente não desapontará quem o ouvir pela primeira vez, levantando ainda a promessa de soar que foi gravado recentemente.

A pré-venda já se encontra disponível pela primeira plataforma de venda de música digital em Angola, SOBA e-Music.