Parece que todos os meses, a Netflix tem algo novo para supreender todos os seus seguidores e público. Desta vez, o serviço de streaming anunciou um nova série que será lançada em 2020.

Mas a boa nova não é só essa, é o facto de ser um afro-italiano a escrever a história, Antonio Dikele Distefano, jovem autor italiano de origem angolana.

A escrita surgiu na vida de Antonio Dikele Distefano após os vários acontecimentos e barreiras que teve de quebrar enquanto negro num país branco, Itália. Com apenas 23 anos decidiu escrever um livro que retrasse isso mesmo: a luta pela liberdade e identidade num país que também é seu, apesar de não ser considerado parte dele.

Lá Fora Chove, Cá Dentro Também, Passo aí a Apanhar-te? é o seu primeiro livro, que apenas em três meses conseguiu cerca de 20 mil downloads na Amazon, após a sua publicação que se tornou num fenómeno internacional.

Com 208 páginas, a história que o livro conta é a de um rapaz negro italiano, filho de pais angolanos mas nascido em Busto Arsizio Varese, em Itália, em 1992. Antes de Itália, os pais estiveram imigrados no Congo, depois foram para a Europa. O pai queria França, mas a mãe conseguiu convencê-lo a irem antes para Itália — ainda hoje o pai “atira-lhe isso à cara”.

View this post on Instagram

Sto scrivendo una serie per Netflix. Prende spunto dai personaggi e dall’ambientazione del mio ultimo romanzo “Non ho mai avuto la mia età”, ma il progetto seriale ha preso un’altra strada rispetto a quella del romanzo. Zero è la storia di un ragazzo speciale, un ragazzo nero, che ha un super potere. Grazie al quale può conoscere la realtà delle cose, delle persone e delle relazioni, che si nasconde sempre dietro alle apparenze. Per me, per un ragazzo nero come Zero, che deve tutto all’Italia, la cosa più bella è che questa sarà la prima serie nella quale i protagonisti sono dei ragazzi neri italiani. Spero che questo possa aprire una porta a quegli attori neri che non hanno mai avuto un’occasione importante. Spero che possa essere un ponte verso chi non ci conosce e che non sa che tra noi africani siamo diversi, come sono diversi gli europei che nascono francesi o spagnoli, o inglesi. Spero che vi piaccia, e che la storia di Zero rifletta quella di tanti ragazzi, a prescindere dal loro colore. La serie uscirà nel 2020. Ci sarà tanto rap. Perché il rap è la lingua della nostra epoca, ed è la mia lingua. Ringrazio Netflix per aver creduto in me e nelle mie storie. Ringrazio David, Stefano, Carlo, Paolo, Menotti, Massimo, Carolina, Fabula, RedJoint,Felipe per il lavoro che hanno fatto e stanno facendo. Sono un po’ emozionato. Un abbraccio da Antonio Dikele Distefano.’

A post shared by Antonio Dikele Distefano (@antoniodikeledistefano) on

Para além de escritor é também apresentador de televisão e, com a experência que foi adquirindo, tornou possivel a escrita de uma série original da Netflix, intitulada de “Zero” onde o protagonista é negro, baseado num dos seus romances.

A série conta “a vida atual dos jovens negros italianos e a luta pela sobrevivência. Zero possui poderes especiais que o ajudam a conhecer a realidade das coisas e das pessoas que se escondem atrás das aparências. Para mim – para um jovem negro que é italiano, como Zero, e que deve tudo à Itália – a coisa mais linda é que esta será a primeira série em que o protagonista será um jovem italiano negro”, disse Dikele Distefano.

Na série poderás ver referências ao rap e o mundo que o envolve, porque “rap é a língua da minha geração. Espero que esta série abra as portas para atores negros, criativos e artistas que ainda não tiveram uma grande chance (…) essa história refletirá a vida de muitas crianças, independentemente da sua cor”, concluiu.

Faz play abaixo para saberes mais sobre “Zero” que será produzido pela Fabula Pictures juntamente com a Red Joint Film em 2020: