A última semana do mês de julho cruzou-se com o início do mês de agosto e o nosso ranking dos artigos mais lidos teve como cabeça de destaque o single “Regular Shit” de Okenio, da Young Family. Seguido pelo artigo do grupo rival TRX Music e o single “Sim Sim” de Tio Edson com a colaboração GodGilas e Kelson Most Wanted.

A entrevista com o old school Damani Van Dunem, onde falou sobre o LP do colectivo Okwami que junta Keita Mayanda, Leonardo Wawuti, Verbal, CFKappa, e Kennedy Ribeiro, foi o terceiro artigo mais lido da semana.

F Milly, o rapper de 19 anos do bairro da Cruz Vermelha, em Cascais, também tem o seu artigo nos mais clicados, ficando em quarto lugar.

No quinto lugar artigo temos a apresentação da moçambicana Kátia Manjate que apresentou-se em Lisboa com a performance Sexo (con)sentido.


1. ‌“Regular Shit” é o novo single de Okenio M

Okenio M
Foto Divulgação

DAMNSEASON teve a sua estreia em abril de 2017, com o lançamento da faixa “Tamu A Ver” com as participações de Lil Mac, Kelson Most Wanted e Lil Boy. Até ao momento, a música é a única da saga. Nesta quinta-feira, 1, o rapper deu continuidade à mesma com o lançamento da nova faixa intitulada “Regular Shit” com a participação de Deivly, seu colega grupo.

2. “Sim Sim” é o novo single de Tio Edson com God Gilas e Most Wanted

Tio Edson
imagem IG

Edson dos Anjos, ou simplesmente Tio Edson, tal como é chamado atualmente, lançou o seu novo single “Sim Sim”.

O rapper, que é um dos fundadores do grupo de ouro da música angolana, TRX Music, disponibilizou nesta sexta feira, 2, o seu mais recente single. “Sim Sim” tem as participações dos seus colegas de GodGilas e Kelson Most Wanted.

3. Damani Van Dunem fala sobre o projeto da Okwami

Damani Van Dunem
Fotografia BANTUMEN

Agora, Damani Van Dunem e o seus parceiros da Okwami, Keita Mayanda, Leonardo Wawuti, Verbal, CFKappa, e Kennedy Ribeiro estão concentrados na fase final do LP do colectivo que junta rappers e músicos de várias labels numa só. O lançamento do trabalho está previsto ainda para o final deste ano.

4. F.Milly: “Hoje em dia faço música porque quero mostrar ao mundo a realidade onde eu es os meus crescemos”

F.Milly
imagem Divulgação

Desde que o ser humano conseguiu juntar sons e criar uma harmonia entre eles que a música tornou-se num escape de emoções e frustrações. Muitos artistas do panorama urbano, principalmente do movimento hip hop, são provenientes de bairros sociais, onde nasce a inspiração e onde a criatividade não tem limites, sendo muitas vezes um meio de sobrevivência.

5. Moçambicana Kátia Manjate fala sobre Sexo (con)sentido

Kátia Manjate
Foto: BANTUMEN

Sexo (con)sentido, da coreógrafa moçambicana Kátia Manjate, é uma espécie de denúncia, um relato, uma experiência traumática que traz com ela questões sobre os direitos humanos, liberdade e sexualidade feminina.