O mundo está a acordar, lentamente, para as consequências de décadas de uma atitude ambientalista irresponsável. A destruição da Amazónia, as catástrofes ambientais cada vez mais frequentes, o sobreaquecimento do planeta, entre outros acontecimentos, têm chamado a atenção do público e as indústrias são, de certa forma, obrigadas a reagir. Embora insuficientes, começam a ser notórios os esforços para ajudar a travar a poluição que agrava o efeito de estufa e a degradação dos solos e dos ecossistemas. É nesta senda eco-responsável que surge a MIHLONDON. É a nova marca de sneakers que vais querer experimentar. A BANTUMEN esteve à conversa com os responsáveis da marca.

“Sustentabilidade e ética são mais do que um chavão para nós, é uma maneira de descrever o nosso compromisso com os direitos ambientais e um foco corporativo que se expande além dos lucros”, explica-nos a marca fundada pelo angolano Eldom Maquemba.

Sediada em Inglaterra e com produção portuguesa, a MIHLONDON fez várias pesquisas sobre as expectativas do consumidor e chegou à conclusão que o que as pessoas querem é “transparência e consciência sobre todos os aspectos da condição do trabalhador da manufatura, materiais selecionados e a maneira como os sapatos são fabricados”.

Essa conscientização revela que, cada vez mais, o consumidor preocupa-se “com o próximo uso, não o fim da vida, e sobre o nosso impacto na sociedade. E o melhor para essa crise é que todos a seu nível desejam fazer parte da mudança e o #leadstheimpact para um amanhã melhor”.

Os ténis produzidos pela MIHLONDON são feitos à mão e todos os materiais utilizados são reciclados e de alta qualidade. No entanto, o valor destes sneakers não é mais elevado que qualquer outro produto do mesmo standing.

“Como podemos pregar às pessoas para mudarem o modo de consumo e com preços caríssimos? Na MIHLONDON acreditamos em produzir ténis de alta qualidade acessíveis a todos, de acordo com os nossos princípios morais e éticos.”

Os produtos utilizados são essencialmente couro italiano certificado sem cromo nocivo, couro durável e sem cromo de alta suavidade, que proporciona uma sensação agradável sem prejudicar os trabalhadores ou o ambiente com produtos químicos tóxicos. Tecido PP não tecido certificado fabricado a partir de garrafas de plástico recicladas, tecido permeável à prova de água, que protege a penetração da água e resiste ao rasgo, mantendo os pés secos. Os atacadores são feitos de poliéster 100% reciclados, fabricados também a partir de garrafas de plástico. Quanto à Sola Super B-Light, é fabricada com 30% de borracha reciclada e 70% de borracha sintética tradicional, oferece durabilidade, conforto e desempenho máximos. A palmilha removível é feita de espuma reciclada, proporciona o máximo conforto com a absorção de humidade.

Quando questionamos sobre o cliente tipo destes ténis vintage, descobrimos que estes poderão agradar a um leque grande de pessoas. “O nosso consumidor padrão é composto pelas gerações geração X-Y-Z. Em outras palavras, pessoas sofisticadas, celebridades, influenciadores, músicos, praticantes de desporto, blogueiros de moda, jovens empreendedores e estudantes, que dão ênfase especial à sua imagem online e offline e que querem se destacar das massas.

Na mesa dos responsáveis pela MIHLONDON temos um grupo de jovens londrinos de diferentes origens, como Angola, Congo e Gabão, com sólida formação e conhecimento em moda, marketing e gestão de relacionamento com clientes e comunicação.

“Estamos ligados pela mesma paixão por moda, design moderno, música, esporte e estilo de vida. Vivemos em Londres, uma cidade onde todas as culturas estão representadas e, onde a moda está em toda a parte, e decidimos reunir todos os nossos talentos para alcançar algo maior que nós.”

MIHLONDON

Sobre a escolha de Portugal como local de fabricação, a marca indica que um dos maiores desafios que enfrentados até agora foi encontrar fornecedores que cumpram com sinceridade a sua conduta ambiental e ética, capazes de produzir ténis artesanais de alta qualidade premium versáteis, fáceis de usar e confortáveis, limitados, usando um processo de produção consciente. “A nossa fábrica em Felgueiras, norte de Portugal, entendeu de maneira direta as nossas expectativas e os nossos valores. O processo de produção ambientalmente responsável, o know-how exclusivo e o grande cuidado de Portugal em artesanato nos dão a transparência para usar materiais reciclados provenientes de fornecedores ecológicos, sem que produtos químicos nocivos mantenham os mais altos padrões de fabricação.”

A primeira linha da marca apresenta um Low Top, com o nome DB e em cinco cores, e é adequado tanto para homens como mulheres. Um design contemporâneo, versátil, moderno e fácil de usar, que oferece durabilidade e conforto, para ser usado diariamente.