Os atores de origem angolana Matamba Joaquim e Paulo Pascoal fazem parte do elenco do longa-metragem Vermelho Monet, o novo filme do produtor e diretor brasileiro Halder Gomes.

A trama, cuja rodagem começou em meados de setembro em Lisboa, conta a história de Johannes Van Almeida, personagem interpretada por Chico Diaz, pintor que deixa a prisão após acusações de falsificações e segue para terras lusófonas para recomeçar a vida. Contudo, o seu destino sofre uma reviravolta quando conhece a marchand de arte Antoinette, papel de Maria Fernanda Cândido, e a atriz internacional em crise Florence Lizz, interpretada por Samantha Heck Müller.

As gravações de Vermelho Monet vão passar também por Paris e Londres.

Paulo Pascoal avançou à BANTUMEN que foi selecionado para o elenco do filme através de uma self-tape, um novo método de casting cada vez mais usual no mundo cinematográfico. “Não posso revelar nada sobre a história a não ser que fui selecionado através de uma self-tape e que contraceno com a belíssima deusa do cinema brasileiro Maria Fernanda Cândido”.

Matamba também salientou o facto de contracenar com a famosa atriz brasileira. “Foi muito prazeroso contracenar com a Fernanda. Conversámos muito entre takes sobre os nossos personagens.” Sobre o restante elenco, “não tive a sorte de estar com o Paulo [Pascoal], apesar de sermos próximos no filme.”

O ator angolano falou-nos também sobre o seu trabalho com o produtor. “O Halder é muito tranquilo e agradável, falava constantemente connosco sobre o que pretendia da cena. De resto a equipa toda foi muito solidária, não cruzei-me com todo o elenco, infelizmente, porque mal terminei fui logo fazer uma reposição do Teatro GRIOT.”

Paulo Pascoal é um ator nascido em 1982, em Lisboa, e já trabalhou para grandes produções como a série portuguesa “Voo Directo”, a telenovela “Coração de Ouro” e num episódio da série “Power Rangers Operation Overdrive”.

Matamba Joaquim é um ator, autor e membro da Academia Portuguesa de Cinema. No seu portfólio regista-se a sua participação várias produções cinematográficas e teatrais, como a peça Os Negros, os filmes Comboio de Sal e Açúcar, A Ilha dos Cães e “Amor Maior”.