O futebolista Nani está em Cabo Verde desde o dia 2 de novembro para realizar dois jogos solidários. Na primeira apresentação, este domingo, na cidade da Praia, o jogador foi ovacionado de pé pelos presentes, numa demonstração de carinho pela carreira e feitos de Nani.

À publicação portuguesa O Jogo, o atual atleta do Orlando City, nos EUA, revelou que pretende abrir uma escola de futebol em Cabo Verde, para ajudar a desenvolver a modalidade na terra dos seus pais.

“Isso são coisas que já se estão a estudar. Não são coisas fáceis, mas já se está a estudar já há algum tempo”, disse o luso-cabo-verdiano, em conferência de imprensa.

Nani afirmou que neste momento vai começar com “o mais fácil”, que é criar esse tipo de eventos em Cabo Verde, mas garantiu que pretende “construir algo grande” no país onde os seus pais nasceram.

“Mas a ideia é essa, no futuro podermos construir algo grande, talvez uma escola de futebol, e daí sim irá formar jogadores que possam vir a representar o país com muita dignidade e com muito sucesso”, acrescentou.

As duas ilhas a receber estes dois primeiros eventos solidários – que contam com apoio da atual equipa de Nani (Orlando City), do Governo de Cabo Verde, de Sporting Clube de Portugal, Sporting da Praia, Mindelense de São Vicente e empresas cabo-verdianas – são Santiago e São Vicente, mas Nani não quer parar por aqui e ambiciona levar a iniciativa a outras ilhas.

Além dos dois jogos solidários, Nani vai aproveitar parte das suas férias futebolísticas para visitar escolas de futebol e centros sociais nas duas principais cidades de Cabo Verde, nas quais vai distribuir equipamentos desportivos.

O primeiro jogo aconteceu domingo, no Estádio da Várzea, entre os Amigos do Nani e o Sporting da Praia, enquanto o segundo encontro será no dia 7, na ilha de São Vicente, com o Mindelense.

As receitas de bilheteira reverterão na íntegra para as instituições de solidariedade social locais que serão designadas pelo Governo e pelas empresas parceiras.

Presente na conferência de imprensa, o diretor-geral dos Desportos de Cabo Verde, Anildo Santos, disse esperar que o Nani abra uma “grande escola” de formação no país, porque contará com todo o apoio institucional do Governo do país.