Lembras-te da história de Joshua Beckford – que escrevemos aqui – o menino autista que aos seis anos de idade foi nomeado como uma das crianças mais inteligentes do mundo, e uma das crianças mais jovens a entrar na Universidade de Oxford. O que te trazemos agora é uma história idêntica, a de Viemens Bamfo, já considerado na sua terra natal, Gana, como um menino prodígio.

Após ter feito o West African Senior School Certificate Examination – WASSCE (Exame de Certificação da Escola Sénior da África Ocidental) para estudantes particulares, onde passou sem esforços, Viemens com apenas 12 anos de idade matriculou-se na Universidade do Gana-Legon. Como uma grande parte das crianças com inteligência acima da média, são primeiro instruídos em casa, pelos seus pais. A realidade de Viemens Bamfo, não é diferente. Foi ensinado pelo pai, quando este não tinha meios e nem fundos financeiros para manter os filhos na escola.

Torna-te nosso Patrono!

Na família Bamfo, o homeschooling (ensino em casa, em português), não é algo estranho para ninguém. Já foi feito antes com o irmão mais velho de Viemens, licenciado agora em Ciências do Ambiente, na Universidade de Ciência e Tecnologia Kwame Nkrumah.

O método de ensino de Roberto Bamfo, pai, baseia-se inicialmente na utilização de dicionários e do latim, para que possam alargar o vocabulário.

Se forem adquiridas essas capacidades, e Robert faz questão que sejam, a criança passa a trabalhar diretamente com manuais apenas, sem qualquer tipo de auxiliar. Numa entrevista a uma televisão local, Bamfo explicou o seu método: “ensino-lhe as ciências. Não forneço notas. Aquilo que fazemos é centrado nos manuais. Se a criança não compreende o que está a ler, fazemos desenvolvimento da leitura. Eu compreendo o que escrevo. Tenho livros sobre isso, portanto uso-os para os ajudar a apreciar o que leram”.

Viemens Bamfo tem grandes ambições e sonhos que sabe que com esforço e empenho pode conseguir realizar. Através do método de ensino do seu pai, Viemens vai poder fazer um curso superior (à distância), em Administração Pública na universidade onde se inscreveu. Diz que quer ser Presidente do seu país quando tiver 40 anos e tem como exemplo Barack Obama.

“Quero melhorar a nossa nação e torná-la um dos países mais altos do mundo (…) Quero me tornar presidente do Gana, quero levantar a bandeira do Gana e fazer do Gana um país verdadeiramente independente como a China, EUA, Grã-Bretanha e outros países”.

Abaixo podes ver uma pequena reportagem sobre o grande feito de Viemens Bamfo, a pequena esperança do Gana: