Quem não se lembra das fotos icónicas duante a presidência de Obama? Todas elas tiradas pelo lusodescendente Pete Souza, que agora vai ter um documentário em seu nome.

Souza, cujos avós são portugueses da ilha de São Miguel nos Açores, nasceu em South Dartmouth, Massachussets, e cresceu  em New Bedford, EUA. Foi fotógrafo oficial de Barack Obama na Casa Branca. A sua experiência profissional teve início num jornal universitário no estado de Kansas, onde se formou em fotojornalismo.

Trabalhou primeiro como fotojornalista freelancer, com trabalhos divulgados pelas principais publicações norte-americanas, bem como vários prémios de fotojornalismo.

Pete Souza foi também fotógrafo de Ronald Reagan, na década de 1980, a convite do seu fotógrafo oficial, a meio do primeiro mandato.

Torna-te Patrono da BANTUMEN!

View this post on Instagram

No doubt it was a perfect call.

A post shared by Pete Souza (@petesouza) on

A história do fotógrafo retratada em documentário, que ainda não tem título oficial, será produzida pela Focus Features. O enredo desenrola-se sobre o percurso de Pete Souza, como alguém que teve “entrada livre” para conhecer informação confidencial e acesso total a Obama e que agora usa a sua arte para ajudar a refletir sobre o atual momento dos EUA.

Souza, em comunicado de imprensa, afirmou que “durante oito anos durante a presidência de Obama, eu estava dentro da sala onde tudo aconteceu. O meu trabalho era documentar visualmente a sua presidência, com mais de 1,9 milhão de fotografias para um registro histórico. Mas também me esforcei para capturar os momentos fugazes da vida do presidente Obama para mostrar como ele era como ser humano. A 20 de janeiro de 2017, saí da Casa Branca e retomei o meu papel mais importante como cidadão da vida. E é como cidadão que eu escolhi falar, usando as minhas fotografias como comentário de onde estávamos e como isso contrasta com onde estamos hoje. ”

O projeto conta com a colaboração de Evan Hayes, vencedor do mais recente Óscar de Melhor Documentário “Free Solo”, e ainda a produtora e atriz Laura Dern (“Parque Jurássico” e “Big Little Lies”). Na realização estará Dawn Porter, uma cineasta premiada por vários documentários de forte pendor social, todos inéditos no nosso pais, como “Gideon’s Army” (2013) e “Trapped” (2016).

O ponto alto da carreira de Pete Souza foram os oito anos como chefe da fotografia da Casa Branca com Barack Obama (2009-2017), que conheceu quando era profissional do jornal Chicago Tribune, em Washington, quando o político tinha sido eleito para o Senado, em 2004.

Desde então que Pete não tem parado, as suas fotografias deram vida a livros como “Obama: An Intimate Portrait” [Obama: Um Retrato Íntimo] e o recente “Shade: A tale of two presidents”, que compara os primeiros 500 dias de Obama com o atual Presidente norte-americano, Donald Trump.