Esta semana começamos o ranking dos artigos mais lidos da semana com arte. O quadro Amores Contemporâneos foi leiloado por 65 mil euros em Paris, num leilão de arte africana que bateu recordes. No segundo lugar ficou o artigo de opinião de Tulymong sobre os melhores 30 álbuns de hip hop angolano, seguido do podcast com Cíntia, a nova promessa do afroswing em português; o novo EP de Monsta e o podcast com o DJ Buruntuma.

1 – Paris: Quadro de angolano Cristiano Mangovo Brás leiloado por 65 mil euros em leilão que bateu recordes

Cristiano Mangovo Brás
Cristiano Mangovo Brás

Amores Contemporâneos é o nome da obra do artista angolano Cristiano Mangovo Brás, de 37 anos, leiolada em Paris no dia 7 de novembro, pela casa de arte Piasa. O leilão aconteceu na nobre rua Faubourg du Saint-Honoré, no oitavo arrondissement da capital francesa.

2 – Os melhores álbuns de Hip-Hop angolano de todos os tempos

Hip-Hop angolano

Álbuns considerados relíquias e verdadeiras bíblias para o arsenal musical são lançados de tempos em tempos, marcando pessoas e vidas e o movimento rap angolano, e não só. Os critérios que tive em conta para chegar a estas 30 obras de arte são: Letras, Instrumentais, Skills /Dropagem, Estruras, Buzz pós venda, Melodias, Harmonia, Ritmo, Tempo. 

3 – Cíntia, da bola nos pés para o afroswing de microfone na mão

Cíntia
Cíntia | Foto: BANTUMEN

Cíntia é a última convidada do BANTUMENPodcasts. A artista, que tem gerado algum buzz à sua volta, tem 17 anos, filha de pai guineense e de mãe portuguesa, nasceu e foi criada na Apelação, em Loures, nos arredores de Lisboa.  A popularidade de Cíntia começou muito antes da música, no Sociedade Recreativa Catujalense, em Loures, onde jogou até começar a dedicar-se de corpo e alma à música.

4 – “Da Bwala”, o novo EP de Monsta

Monsta
Imagem Divulgação

Luís Anderson é o nome do rapper Monsta ou “o problema” que tem trabalhado há muito tempo para o crescimento do rap feito em português. Em véspera de mais um aniversário de vida, Monsta disponibilizou o seu EP que tem o título de Da Bwala.

5 – A guinendade de Buruntuma: 10.º episódio de Negócio da Música

Buruntuma
Buruntuma | Foto: Duda Visual

Podia começar este texto com notas musicais e fundi-las com samples de Michael Jackson, Salif Keyta, do Mali, e Youssou N’Dour, do Senegal, que culminaria num house ou afro/deep house com uma melodia vinda da terra de Titina Silá – uma das mais notáveis lutadoras e combatentes pela independência da Guiné-Bissau contra o domínio português.