Clica aqui e torna-te Patrono da BANTUMEN

Queres ser músico ou ter um lifestyle de músico? Em torno da profundidade desta questão gira o próximo JaneCast com Soundskillz – como foi apelidado João de Carvalho, pelo rapper Tekila -, que de facto tem provado as suas habilidades no som. Começou no mundo da música electrónica, mas nos últimos anos é ao Hip Hop e RnB que se tem dedicado mais.

Numa conversa de alma na fala, fala na alma, Soundskillz conta-nos que nunca fez música que abdicasse da qualidade artística pelo dinheiro, que acredita no impacto cultural que a música deve ter e não meramente no impacto comercial e o que o leva, nos últimos 13 anos de experiência profissional, a não produzir “música a metro” e primar pela qualidade.

Filho de um produtor musical e de uma bailarina, Soundskillz cresceu num ambiente ligado às artes. Começou aos 14 anos a produzir músicas e a brincar com samples. Os seus dois primeiros singles, foram descarregados 35 mil vezes num só dia e João foi reconhecido internacionalmente com apenas 19 anos, um passo determinante para apostar numa carreira como produtor.

É fundador, produtor e engenheiro in-house do estúdio The LX Sound, situado em Benfica, Lisboa. Já trabalhou com nomes como Slow J, Virgul, Liliana (Almeida), Veecious, Tekilla ou Cali Flow 212.

Muitos duvidaram do objetivo do Soundskillz ter uma carreira profissional internacional beaseada em Portugal. O certo é que tem dado passos significativos neste sentido, estruturando a própria label e trabalhando com artistas internacionais. É o caso da cantora (e sócia do estúdio The LX Sound) Yafeni de Angola, Stape Arion, da Venezuela, HomeProduction da Lituânia ou Pam Rabbit da República Checa.

Com esta última, Pam Rabbit, Sounskillz compôs e produziu uma das músicas que competiu no evento da Eurovisão 2019 na República Checa, ficando no 3.° lugar.

João de Carvalho é uma pessoa com sensibilidade, intrépida e exímia no interesse e busca pelo conhecimento sobre as suas áreas de atuação e inerentes. É o filho que todas as mães gostariam de ter, a dona P. Carvalho não me deixa mentir, ou o aluno que dá prejuízo às universidades por ser autónomo, auto-didacta e expert na escolha das pessoas com quem aprende. Foi através desta postura que conheceu e privou com o produtor americano Ryan Leslie. No primeiro evento do Web Summit em Lisboa, apontou a Ryan Leslie as falhas e melhorias que a sua aplicação poderia ter, fez a conexão entre o produtor e alguns artistas presentes no evento e de forma inteligente chamou a sua atenção, entrando na lista de contactos VIP de Ryan Leslie.

Este é um episódio entre tantos de um produtor que tem solidificado a sua carreira, paulatinamente, com uma visão e posicionamento diferenciados.

“Sem pressa, é acreditares na tua visão, naquilo que encaras como verdadeiro e nos teus valores e levares isso até às últimas consequências”, partilhou Soundskillz.

Estes foram apenas alguns tópicos deste podcast, o melhor mesmo será escutares a conversa e captares o conteúdo e o porquê de ser uma talk mais que música.

Noiva da Palavra. Sou da moda antiga, escrevo-lhe cartas de amor com a luz: fotográfo; para dar valor e fazer valer cada frame da minha vida. Da Medicina Chinesa fui para Jornalismo, tudo a ver. A ver com a mescla que me assiste ou não fosse eu uma criola. Faço muitas coisas, que estrapulam este limite de palavras, mas isso pouco interessa, se não para me indagar no meu propósito. Acredito que valemos mais pelo que somos do que pelo que fazemos. E sim falo de nós. Amo nós de nós. E falando de nós, falo de mim.