A crise financeira e social que se vive atualmente em Angola ainda não afetou o grupo Killa Weed Gang, que acaba de apresentar a sua linha de roupa denominada “Linha de Verão ’19”.

Com cerca de dez anos de existência, o grupo criado por amigos de infância decidiu dar a oportunidade aos simpatizantes e público em geral, de fazerem parte da família KWG através da sua nova coleção de prêt-à-porter. As peças foram lançadas no evento Luanda Bar Show, na capital angolana.

Esta primeira primeira coleção inclui mochilas, hat buckets, chapéus de pala curva, camisolas, casacos, fanny packs e alguns acessórios como crachás.

Em conversa com a BANTUMEN, o sócio da KWG, Edelmir Moniz (Mossoró), revelou que esse resultado é fruto de um trabalho árduo e com muitas lutas. “As ideias que nós temos são mais do que isso. A roupa está a ser produzida cá [em Angola]”. Na confeção, a qualidade foi o foco dos fatos de treino e os tecidos usados são algodão e cetim, trabalhados com bordados e serigrafia.

Os KWG vêem o negócio da moda como um trabalho sério, “não é um hobby”, afirmaram.

Mossoró diz-se satisfeito com o resultado que, segundo o membro da KWG, “foi pensado por várias cabeças” .

Por sua vez, Pinto Safado explicou que: “Sempre foi uma marca usada somente entre nós membros do grupo, e isso fez com que nós juntássemos valores para podermos vestir o resto das pessoas”.

Oriundos da zona do Kinaxixi, em Luanda, o percurso do grupo constituído por quatro produtores e oito músicos começou como “um grupo de pausar”, sem um objetivo definido. Posteriormente, aventuraram-se na produção musical, passando assim para a frente do microfone. Hoje, estenderam-se ao mundo da moda.

Um jovem que teve oportunidade de comprar uma peça, Eliseu Guerra, disse-nos que o que mais o agradou foi “a qualidade e conforme eles transmitiram a forma deles de pensar”, acrescentando queé uma marca que considera muito juvenil e urbana. “Gostei”, quis reafirmar..  

O que chamou também a atenção dos que passavam foi o facto do grupo ter usado um símbolo de uma marca muito famosa em Angola, a cerveja CUCA. “Foi o nosso designer, Yamero. Atrevo a me dizer que ele é o melhor designer de Angola”, disseram Mossoró e Pinto Safado querendo fazer menção da sua irreverência.

Os produtos Killa Weed Gang já estão disponíveis e podem ser obtidos a partir do site

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".