A moda é cíclica. Hoje determinada peça é tendência, amanhã cai em desuso e depois de amanhã volta à ribalta com um toque moderno.

2020 ainda agora começou e já se fala nas tendências da indústria da moda nos próximos 364 dias do ano.

Calçados “da hora”, com foco nos sneakers que viram nos últimos tempos velhos sucessos voltarem às montras e pés no mundo inteiro, com silhuetas retransformadas e novos coloris.

Voir cette publication sur Instagram

Une publication partagée par @sarahttarius le

E porque os anos 2000 são os novos ’90, a encabeçar os modelos de ténis mais cobiçados estão os de sola grossa. A prova disso: a Nike voltou a dar vida aos velhinhos Air Max 95 e a Balenciaga lançou os Triple S.

Voir cette publication sur Instagram

Une publication partagée par Street Colors Store (@street_colors.pl) le

Ainda sobre sneakers, uma das coqueluches da BANTUMEN é a MIHLondon com o modelo DB Low Top, feito exclusivamente de materiais ético-responsáveis e naturais.

Voir cette publication sur Instagram

Une publication partagée par MIHLONDON (@mihldn) le

No que toca à indumentária, o que dita a regra atualmente são os tons neutros com designs futuristas, mas mantendo a essência da origem dos padrões.

Os tecidos tropicais e asiáticos têm sido tendência, com os kimonos a serem usados um pouco por todo o mundo.

Outro grande vencedor de tendências é a calça jeans. Do lado feminino, Flare, destroyed, mom, boyfriend… há para toidos os gostos e para todos os estilos.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".