Leonardo Freezy, artista angolano do grupo Ascensão, lançou a sua primeira música do ano intitulada “Mestre de Cerimónia”.

A segunda década de 2000 já começou e o fluxo de lançamentos de obras musicais em Angola está em processo de ascensão.

Em conversa com BANTUMEN, Freezy explicou alguns detalhes da música e do vídeo que foi filmado em alguns pontos da cidade de Luanda.

Ao falar sobre “Mestre de Cerimónias”, o artista dropou pela primeira vez no programa “Kano Kortado” e deixou bem claro que é “um freeestyle” em que exibe os seus skills, aborda várias situações ao mesmo tempo e desabafou algumas vivências que marcaram a sua vida, como a perda dos pais.

É uma música que o artista considera “muito abrangente”, em que além do ego trippin, decidiu “misturar” algum teor “sentimentalista” para que seus ouvintes se identificassem com o seu discurso musical.

O vídeo conta com as lentes da DeadNeptuno Visualz. “Eu gosto bué de trabalhar com ele, é a segunda vez. Ele é super organizado”, disser o rapper sobre o trabalho da produtora visual. Leonardo diz que deadNeptuno teve liberdade para trabalhar e que o vídeo (quase) retratou exata e resumidamente” o que queria transmitir com a música “Mestre de Cerimónia”.

O vídeo foi filmado de forma fixa na zona do Kinaxixi, com um cenário “dentro do carro em andamento” e também num dos ginásios da cidade, em que o artista queria “mostrar aquela atitude que um MC tem de ter”. O artista acrescenta dizendo que o vídeo superou as suas expetativas de uma forma geral.

Último lançamento do conjunto “Ascensão” tem o título de Tragam Bars, que conta com as vozes de Sentinela, Phedilson e Leonardo Freezy.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".