A cantora luso-moçambicana Selma Uamusse acaba de lançar nova música. “No Guns” é um alerta para um mundo em guerra. Uma conexão musical entre Moçambique, Gâmbia e Portugal, que reflete sobre as várias formas de guerra que acontecem todos os dias nas nossas vidas. Guerras políticas, territoriais, de valores, de recursos, de ideias, entre outras, disseminadas por todo o mundo, entre todas as pessoas.

“E esta não é só uma responsabilidade de governantes e decisores políticos, é uma responsabilidade de todos nós, cidadãos do mundo”, diz o comunicado enviado à redação pela Sony Music, label distribuidora da artista.

“‘No Guns’ é, portanto, uma mensagem à humanidade, para que não sejamos mais coniventes com nenhuma guerra que não seja a de sermos todos os dias melhores pessoas, mais respeitadores e mais conscientes!”, continua o mesmo comunicado.

Com composição de Selma Uamusse, Mbye Ebrima e Cheny Wa Gune, produção musical de Guilherme Kastrup e vídeo a cargo da Casota Collective, “No Guns” é o primeiro single do segundo álbum de Selma Uamusse. 

Selma nasceu em Moçambique, e foi viver para Portugal aos 6 anos. Passou do coro gospel aos Wraygunn, passando por Rodrigo Leão, com quem canta em português, inglês, russo e latim. Em 2018, a revista Blitz escrevia que Selma é “um furacão em palco e uma voz que gosta de ser muitas em disco”.