O Afro Nation vai acontecer de 17 a 19 de julho, no Algarve, Portugal, e, além das várias estrelas internacionais, o cartaz revela agora a atuação do cantor angolano Neru Americano.

Foram anunciados até agora 30 artistas, além de C4 Pedro, que foi anunciado na primeira lista publicada na conta oficial do evento, no dia 28 de Janeiro, Nerú Americano passa a ser o segundo artista lusófono que irá actuar também no festival.

Nerú conta com um leque de hits como “Mambo Rijo (Mão De Cabra)”, ” Zaranza” e “Pinguim”, tendo colaborado com artistas como Os Santiego, Bebucho Q Cuya, Filho do Zua, Negrinhos e outros.

Actualmente Nerú está em trabalho colaborativo com o Scró Q Cuya, que é também um dos nomes da nova geração em Angola. Com Scró, Nerú tem lançado trabalhos que recebem muito hype por parte dos fãs.

Com danças e ritmos sonoros electrizantes, Nerú e Scró fizeram trabalhos como “O Pintin” e “Tic Taá”. Neste último, foi lançado o vídeo oficial no dia 31 de janeiro e atualmente conta com cerca de 330 mil visualizações no YouTube.

A lista de headliners do evento é constituída pelos artistas Diamond Platnumz, Tory Lanez, French Montana, Aya Nakamura, Kizz Daniel, Naira Marley, Dadju, Bennie Man, Chronixx, Maitre Gims e WizKid.

Em segundo plano constam os nomes de Afro B, Kodjo Funds, Patoraking, Kwesi Arthur, Wavy The Creator, Tion Wayne, Sho Madjozi, Innoss’B, Br3nya, Darkoo, C4 Pedro, Krept & Konan, La Même Gang, R2Bees, Santi, Sauti Soul, FireBoy DML, PA Salieu e Nerú Americano.

O Afro Nation assume-se como o maior festival de música urbana da Europa. O conceito basea-se em estilos musicais com uma sonoridade que transmite boa energia como AfroBeat, HipHop, Dancehall, R&B e Bashment.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".