Mynda veio firmar a sua presença no rap game “Na Nossa Língua”

"Na Nossa Língua" é a mensagem que Guevara quer passar. Do rap crioulo para a tuga, para que todos possam perceber que ela veio para ficar e, que não há, quem a possa derrubar.

Para quem pensava que Mynda Guevara tinha dado uma pausa depois de ter lançado o EP Mudjer na Rap, enganou-se redondamente. A rapper da Linha de Sintra está de volta, sem medos, sem pudor e com uma atitude mais feroz que nunca.

Dois meses depois de ter lançado “Amor ta Ixisti”, a sexta e última faixa do EP, com um cariz mais romântico, que nos deu a conhecer um outro lado da artista, mais sensível e dona de uma versatilidade imensa, Mynda traz-nos um novo single, o primeiro de 2020. Desta vez cantada na língua de Luís Vaz de Camões.

“Na Nossa Língua” é a mensagem que Guevara quer passar. Do rap crioulo para a tuga, para que todos possam perceber que ela veio para ficar e, que não há, quem a possa derrubar. Sem papas na língua, Mynda veio “pronta para fazer chacina e cortar o mal pela raiz”, como se pode ouvir no single.

“Neste meu primeiro single de 2020, decidi estrear uma música inteiramente em português. A mensagem do som é basicamente fazer entender a algumas “sistas” que antes de começarem a cantar já haviam mcs no game e esse respect tem que ser mantido. Não há Reis nem Rainhas, essa era já passou . Não é fácil o hustle quando se vem do nada e nada foi conseguido de mão beijada e sem strugle. Há mérito, não cus na lua. Falo por mim e por todas as minhas irmãs no movimento de longa caminhada”, explicou Mynda Guevara à BANTUMEN.