Na manhã desta quinta-feira, 19, o jornal Correio da Manhã avançou que Mota Jr terá sido raptado na madrugada de domingo, por, pelo menos, dois homens.

Segundo apurou aquela publicação junto de fontes policiais, David Parreira Mota estava em casa e recebeu, pela 1h30, um telefonema. A irmã contou à polícia que este aceitou ir ao hall do prédio, onde foi depois visto na companhia de dois outros homens. David Mota, de nome artístico ‘Mota JR’, deixou em casa o telemóvel e as chaves do carro, visto que não pensava demorar.

Algum tempo depois, uma vizinha encontrou, no mesmo hall, outros pertences do rapper e sangue no chão. A PSP de São Marcos, alertada de imediato pela irmã de Mota, dirigiu-se ao local do alegado rapto e acabou por passar o caso à Polícia Judiciária, entidade competente para investigar crimes dessa natureza.

Esta quarta-feira, familiares começaram a partilhar nas redes sociais um pedido de ajuda.

Mota Jr. nasceu em 1991 e canta maioritariamente em crioulo de Cabo Verde. O sua música mais popular é a faixa colaborativa com Piruka “Ca Bu Fla Ma Nau”, que tem mais de 20 milhões de visualizações no YouTube, sem esquecer “Passa Geral“ que conta com mais de quatro milhões de visualizações. A última música lançada foi “Vira Casacas”, há duas semanas, que já tem mais de 500 mil visualizações.