Foi há 14 anos que o rapper e produtor Altamente Perigoso, mais conhecido por AP, decidiu reunir alguns amigos e criar uma label que viria a chamar-se Beat Máfia.

Quando, em 2005, AP saiu do Sumbe, na província angolana do Kwanza Sul, rumo a Luanda, foi-se juntando a outros fazedores de rap e foi tornando a “família” maior. Altamente Perigoso, Miriwey, ND Midas, Aidon PS, Labirinto MC, Adack, Ayrton Rockstar, Dr. C e Yanisboy são os nomes que integram o grupo.

O processo de criação da label aconteceu de forma natural, conforme explicou Miriwey, acrescentando que são um “grupo de amigos com uma ‘química musical’ muito forte” e ao mesmo “tempo muito diferente”.

Reunir estes nomes para fazer parte do projeto não foi complicado, pois, os mesmos já tinham uma relação forte de amizade.

Miriwey ou 501, rapper e produtor, autor da música “Fino me Deixa Grosso”, explicou que a Beat Máfia é um círculo em que “a empatia e o carácter valem muito, para que, de acordo com os “princípios da label”, possam todos estar em harmonia e trabalhar na sua arte.

Ao longo do tempo, os artistas têm conciliado um conjunto de estratégias de divulgação que englobam os órgãos de comunicação como TV e rádio, sem esquecer a Internet que tanto tem ajudado muito os artistas nesta nova era digital.

Entrar no mercado angolano da música não é tarefa fácil e Miriwey confessou que um dos constrangimentos de ter uma label é o oligopólio musical existente em Angola, que faz com que a ascensão de pequenas labels seja impedida”.

Na sua discografia, Beat Máfia tem 17 trabalhos, que envolvem o álbum It’s a Party, a beat tape Boa Onda, de ND Midas,entre outros distribuídos no formato digital e físico.

Agora, a label tem em carteira o projeto Modo Gorilla, que é um EP com o qual o grupo quer dar aos seus ouvintes “uma cena mais hardcore“.

O processo de criação foi baseado primeiramente na construção de instrumentais e os temas de cada música foram criados de seguida.

Uma particularidade que este EP tem é o facto de ser produzido a 100% pelo produtor e criador da label, Altamente Perigoso, ao contrário dos outros trabalhos.

A obra é constituída por quatro faixas musicais, com as vozes de Miriwey, Altamente Perigoso, ND Midas e Ayrton Rockstar.

Para este ano, Beat Máfia diz que tem se organizado internacionalmente, com o objetivo de ter uma estrutura sólida que os permitirá andar como uma label independente e estão a providenciar também mais “trabalhos frescos” tanto como coletivo com a nível individual.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".