Existe um velho provérbio que diz: quando a vida te der limões, faz uma limonada. Desde que o isolamento social foi imposto aos cidadãos de quase todos os países do mundo, os artistas, e não só, sentiram-se obrigados reinventar-se.

Desenvolver uma estratégia para essa reinvenção não é certamente fácil, mas a Internet é com certeza o canal certo. Quem se passeia pelo Instagram, provavelmente, já teve a oportunidade de assistir a um sem número de concertos transmitidos em direto das cozinhas, quartos, salas e até jardins dos próprios artistas.

Uma dessas iniciativas com muita popularidade foi protagonizada pelos produtores norte-americanos Timbaland e Swizz Beats que, com as suas batalhas online denominadas #Versus, transmitiram ao vivo os seus maiores clássicos. O vídeo em directo contou com a visualização de mais de 20 mil seguidores em simultâneo.

Entretanto, o público da maior praça artística do continente africano, a Nigéria, não se deixou ficar trás e fez uma corrente no Twitter, clamando pela sua própria versão local do #Versus. Atendendo ao apelo, Sarz e Pheelz organizaram a sua própria batalha no Instagram live e tiveram um número a rondar os 22 mil espectadores. Foram duas horas de música e nomes de peso da música mundial como Don Jazzy, Adekunle Gold, Swizz Beats, e Timbaland, também participaram da trend dos produtores nigerianos.

Os seguidores presentes no live descreveram aquele momento como emocionante. Afinal, estavam a ouvir grandes hits da ampla discografia de Sarz, com músicas como “Bad Energy” feat Skepta, “One Dance” feat Drake; de Wizkid com “Jaiye Jaiye” feat Femi Kuti, “Beat of Life”, “Sound it”, entre muitos outros artistas.

Pheelz relevou a batalha com hits como “Blow My Mind” de Davido feat Meek Mill e Chris Brown, “Skelewu”, “Like Dat”, “Sweet in the Middle” e “Risky”, entre outros.

Foi uma dura batalha de hits que teve seus fãs como juízes não oficiais. Sarz foi considerado um vencedor, apesar de uma vitória muito estreita. Não obstante, ambos os produtores mostraram um bom espírito desportivo ao se apreciarem no final da sessão e até nomearem os produtores para as próximas sessões.

Além da primeira batalha de lives, outras surgiram na semana seguinte, e na segunda vaga foram convidados os veteranos Masterkraft e Shizzi, que responderam ao pedido de Sarz e Pheelz para encabeçar o próximo duelo.

Lutaram por mais de duas horas, tocando no total um combinado de 68 músicas. Apesar disso, uma interrupção do Instagram Live atrasou a batalha por mais de uma hora. Mesmo assim, os artistas mantiveram mais de 28.500 ligados àquele momento de entretenimento. Outras celebridades também estiveram ligadas e fizeram questão de se mostrar presentes como M.I. Abaga, Adekunle Gold e Oxlade.

O movimento de streamings tem-se expandindo, por culpa da obrigação de #ficaremcasa motivada pela pandemia do coronavírus. São vários os artistas e eventos que já estão inclusive a pensar neste tipo de iniciativas para desenvolver verdadeiros eventos em live.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.