É em tempos de crise que o ser humano faz prova do melhor. É assim que surgem iniciativas como as da Wink Kriola, uma organização sem quaisquer fins lucrativos, que trabalha para auxiliar mulheres cabo-verdianas nas várias problemáticas sociais que as mesmas infrentam no dia-a-dia. 

Para as mulheres que sofrem de dificuldades financeiras, se em tempos normais é difícil suprir as suas necessidades básicas, como a compra de produtos de higiene feminina, imaginem durante uma pandemia global, em que estão impedidas de sair à rua para ganhar o “pão do dia”, na maioria das vezes, com a venda ambulante de produtos.

A Wink Kriola, que promove os direitos humanos, igualdade de género e a formação de jovens, tem agora trabalhado para dar voz a essas mulheres cabo-verdianas, através de doações de produtos higiénicos.

Esta nova iniciativa, com o nome “Redline” (Linha vermelha), apoia meninas e mulheres cabo-verdianas de famílias pobres e vulneráveis, que não têm condições de comprar pensos higiénicos, tampões e sabão para poderem tratar devidamente da sua higiene durante durante a menstruação.

O movimento conta com a ajuda de Nôs é Criolas, uma comunidade online que também se foca na celebração e elevação as mulheres cabo-verdianas em todo o mundo.

Juntas, as duas organizações criaram uma campanha de angariação de fundos na plataforma Go Fund Me para poder dar a todas as mulheres, dignidade e segurança durante o período menstrual.

“Para que todas se sintam seguras, confiantes, e possam estar saudáveis não correndo riscos de ter uma infeção devido a uma higienização deficitária”, diz a organização na sua página.