Samir, rapper de quem já falámos aqui, acaba de lançar um novo tema. “Heróis de Bata Branca” presta homenagem aos profissionais de saúde, que estão na linha da frente no combate à covid-19.

Fora do rap, Samir também faz parte desse universo, o que acabou por o inspirar a criar algo que pudesse valorizar o trabalho destes homens e mulheres, durante, antes e pós covid-19.

“O tema surge pelo facto de eu ser também profissional de saúde e aperceber-me que o valor e reconhecimento dado aos profissionais é muito diminuto. O aparecimento desta pandemia veio trazer ao de cima algumas verdades, que na realidade estavam à vista de todos, mas a sociedade teima em não valorizar.”

Samir indica ainda que, esta situação inédita fez com que nos apercebêssemos que o fundamental muitas vezes é esquecido. Como a “saúde e os serviços básicos e quem promove a nossa Saúde e providencia estes serviços, bem como todas as classes profissionais que as suportam.”

A música já se encontra online e desde as primeiras horas que levou várias pessoas a manifestarem-se. “Tenho recebido inúmeras mensagens de profissionais (bombeiros, enfermeiros, técnicos de limpeza e manutenção, entre outros), a dar-me palavras de apreço por eu lhes dar uma voz e, sinceramente, é de lamentar que ainda não a tenham. Porque eles já fazem isto pré-Covid e vão continuar a fazê-lo pós-Covid. O mérito não é apenas de agora.”

No vídeo, Samir faz referência a diferentes classes profissionais mas usou a imagem de um bombeiro em particular, Rui Rosinha, um dos bombeiros feridos no gigantesco incêndio de Pedrógão Grande, de 2017, e o último a ter alta hospitalar, após dois meses e meio em coma, 6 meses de internamento, 14 cirurgias reconstrutivas e lesões graves que o acompanharão para toda a vida.

“O Rui foi um desses profissionais que me contactou após ver o seu rosto no meu vídeo. Disse-me ‘obrigado por te teres lembrado de mim, obrigado por me teres posto como exemplo no teu vídeo, representando esta classe tão nobre mas tão pouco respeitada’. É uma honra, Rui”.

A letra de “Heróis de Bata Branca” foi escrita na integra por Samir, no início da quarentena. O instrumental foi produzido pelo produtor britânico Russel Jarvis, também conhecido por Mors, e com quem o artista já trabalhou anteriormente. Os arranjos finais, mistura, masterização e produção audiovisual também foram feitas por Samir.

“Não quis algo estridente musicalmente. Pelo contrário. Queria algo que soasse recitado, quase como um sermão. Tanto que a composição tem 28 versos e só nos últimos 8 é que introduzo o bombo e a tarola. Não há qualquer refrão. A meu ver, isso tiraria todo o intuito daquilo que eu pretendia. O meu foco era a mensagem, única e exclusivamente”, explicou o artista.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.