Sou, Raphael Fidelis (@eunaotodoido) tenho 26 anos, formado em produção audiovisual. Utilizo as minhas experiências profissionais e culturais dentro do mercado de comunicação, entretenimento e música, para expressar como é ser um jovem negro, através da arte.

O espaço de confinamento de Raphael Fidelis

Sou produtor musical, beatmaker, DJ e A&R. Além de co-fundador do MOOC, hoje atuo como Líder de Entretenimento e Cultura, Diretor Criativo e Diretor de Cena no MOOC.

Hoje, poder trabalhar em casa é um privilégio conquistado em nove anos de teste e dupla jornada (sem levar em consideração uma vida toda de experiências e rua), onde consegui junto dos meus amigos formar e desenvolver uma empresa com cinco anos de mercado, que contempla o meu lifestyle, é referência no segmento e cria pontes, baseada no ponto de vista do jovem negro brasileiro. E tudo isso tem sido um exercício constante de atenção, foco e prioridade.

Raphael Fidelis numa viagem a Paris

Meu trabalho autônomo sugere uma confusão mental, que mistura vida pessoal vs demandas e, ter esse momento para reavaliar os conceitos criados a partir da correria da vida, é realmente uma oportunidade que ando tendo, em pensar para onde estamos olhando e como tenho administrado o meu tempo produtivo e ócio.

E o que eu tenho feito para me manter bem em casa é, antes de começar quaisquer tarefas relacionadas com trabalho, eu gosto de cuidar da higiene pessoal em primeiro lugar. Logo após olhar para a minha casa e perceber se as coisas estão de acordo, se preciso varrer o chão, se tem louça na pia, se preciso jogar o lixo fora ou lavar roupas, paro e me alimento.

Nem sempre faço tudo nessa ordem mas acredito, hoje, que não moro mais com meus pais, que essa rotina tem a ver com estar bem e deixar a mente limpa para pensar em outras coisas e não se preocupar com esses deveres no meio do trabalho. E talvez esse seja o ponto onde vejo que a criatividade tem espaço para fluir, quando estou imerso.

Todos os dias tento conhecer algum assunto novo. Ando pensando muito no futuro e tecnologia, investimentos, música e, sim, descansar também faz parte para desacelerar um pouco. Isso me instiga a pensar para frente e me preparar para um futuro, que já julgo ser promissor para novas perspectivas. E se eu puder dar uma dica aos meus irmão pretos do corre, seria “descanse se precisar, mas estude e se informe 10 vezes mais”.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.