A Masaka Kids Africana é mais do que um centro de ajuda para crianças necessitadas no Uganda. É também um centro de motivação e dança para crianças que perderam a esperança com a morte dos pais.

No Uganda, há mais de 2,4 milhões de crianças orfãs, mais do que em qualquer outro lugar do mundo. Em grande parte, por causa da epidemia de Sida, no início dos anos 80, pobreza extrema e décadas de conflito civil.

A instituição Masaka tem como objetivo ajudar o maior número possível de jovens no país, oferecendo um abrigo seguro, comida, roupas, educação e assistência médica. É através deste organismo que as crianças orfās obtêm uma educação e as habilidades necessárias para conseguirem atingir o sucesso futuramente.

Mas nem só de tristezas se compõe a história destas crianças. Atualmente, as atividades musicais e de dança que têm no centro levaram-nas à fama. Os vídeos que gravam e publicam no YouTube ganham milhares e visualizações, contagiam qualquer pessoa com ternura e boa disposição, além de fazerem chegar a sua causa além fronteiras.

A dança, é sem dúvida um método de entretenimento para os pequenos bailarinos, como um escape aos momentos difíceis que já passaram, mas é principalmente a forma mais eficaz que a organização tem de arrecadar fundos e de aumentar a consciencialização para ajudar a causa.

No fim do mês de abril, os jovens partilharam no Instagram a coreografia de Toosie Slide”, de Drake. O rapper canadiano viu o vídeo e perguntou ao diretamente na da conta Masaka Kids Africana se poderia publicar o vídeo nos Stories. O vídeo acabou assim por ser publicado junto de mais 65 milhões de seguidores do Instagram de Drizzy.

Na altura, o fundador da Masaka Kids Africana, Suuna Hassan, disse à TMZ que ele e as crianças choraram “lágrimas de alegria” quando Drake publicou o vídeo. Além disso, Hassan disse à publicação que a organização recebeu 120 mil novos seguidores no Instagram e centenas de dólares em doações.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.