Após lançar o single “Equilibrio”, Nerd está de volta com a sua mixtape, 2 Young 4 Broken Hearts.

Há quase um mês estivemos em conversa com o rapper angolano, que nos contou como iniciou a sua relação com a música e como a Força Suprema salvou a sua vida.

Agora, Nerd apresentou um trabalho íntimo, que segundo o artista “foi feito numa altura turbulenta” depois de uma fase de experiências negativas em que sentiu que “tinha perdido tudo”.

Quanto ao processo de criação da obra, Nerd começou por explicar que “a escolha dos instrumentais foi momentânea”, não tendo pensado na sonoridade final, apenas expressando o que lhe atormentava.

Para esta mixtape, Nerd traz nove músicas que transmitem na primeira pessoa todos os sentimentos que surgiram em Nerd, baseando-se em relações perdidas.

A primeira música, que recebe o título de “Laços”, Nerd disse: “focar exatamente no facto de ter perdido amizades muito próximas. Esse projeto é a reflexão do processo de perder pessoas, seguir em frente e sentir a dor”, declarou.

“Fugir” foi “o produto final de uma das experiências mais dolorosas que já tive”. Nerd partilha uma experiência amorosa que, no final de tudo, não passava de uma mera fantasia.

“Mood”, humor em português, é um interlúdio em que Nerd se resume como um artista bipolar, explicando que é como se “existissem duas pessoas que carregam partes do mood que completam o Nerd”.

“Love” é uma música em que Nerd decidiu sair da sua “safe zone”, desenvolvendo um tema que nunca tinha feito antes, contando uma história de vida de alguém que vive uma relação tóxica.

Em “Equilibrio”, que foi a música promocional e é a quinta faixa do EP, Nerd partilhou que, apesar de ser uma experiência antiga, sentiu que de certa forma contribuía para a “evolução do projeto”. Com esta faixa, o artista fala de igualmente de relações, dando ênfase à reciprocidade, que para si acaba por ser um ponto vital para a durabilidade.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".