A imprensa portuguesa revela que os inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras detiveram esta terça-feira, 26 de maio, um dos suspeitos de envolvimento na morte do rapper Mota Jr. O homem de 26 anos foi detido e entregue à Polícia Judiciária esta tarde e está a ser “investigado pelos crimes de roubo, sequestro e provável homicídio”, cita o Diário de Notícias.

A detenção aconteceu no Aeroporto Sá Carneiro, no decorrer “de um controlo de fronteira efetuado a um voo proveniente de Stansted, Londres”.

Também a Polícia Judiciária já confirmou esta detenção. Em comunicado divulgado ao final desta tarde, a Unidade Nacional Contra Terrorismo explica que a investigação ao homicídio é liderada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Sintra.

De acordo com a PJ o “detido será presente, amanhã, às competentes autoridades judiciárias para efeito de primeiro interrogatório judicial de arguido detido e aplicação de medida de coação, tida por adequada”.

O corpo de David Mota, conhecido como Mota Jr., foi encontrado em avançado estado de decomposição, no passado dia 18, numa zona de mato em Sesimbra. O rapper estava desaparecido desde meados de março.