A organização do Lisboa Soa, festival Internacional de Arte Sonora, Urbanismo e Cultura Auditiva, criou seis bolsas de 1500 euros que pretendem “valorizar a criação artística, mas atribuindo-lhe um contexto social e ecológico, de intervenção directa no espaço público”.

“Enquanto agentes culturais, sentimos ser nosso dever fazer uma homenagem à solidariedade demonstrada por artistas, técnicos e instituições num momento em que todos sofremos a força dos efeitos de uma crise global de saúde, bem como as suas consequências na esfera económica e social. É por isso que decidimos redesenhar o nosso programa, adaptá-lo às circunstâncias atuais e dessa forma juntar-nos ao espírito resiliente demonstrado por toda a população durante este período de incertezas em que nos encontramos”, podemos ler na página de Facebook do Lisboa Soa.

Assim, até ao dia 15 de junho, qualquer artista, singular ou colectivo, residente em território português pode concorrer às bolsas, com obras que respeitem o ambiente e um tecto orçamental máximo de 1500 euros (valor da bolsa). As obras, instalações artísticas e esculturas sonoras serão distribuídas por diferentes espaços da cidade de Lisboa. “Pesquisaremos locais caso a caso, mediante as vossas propostas, que devem incluir algumas ideias sobre isso”, explica a organização.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade urbana lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.