Após ter lançado o single “Tsunami”, há dois meses, Paulelson retorna com o videoclipe da mesma música, que marca mais um passo para a chegada do segundo volume da saga Novo Messi.

Tsunami é uma série de grandes ondas oceânicas geradas por terramotos, que provocam então uma invasão descontrolada da água do mar em zonas litorais e que acabam por destruir tudo o que encontra pela frente.

Tal como a definição, a música explica que Paulelson e o seu team estragaram “tudo e não dá para arranjar”.

No videoclipe, o rapper aparece a gesticular num ambiente aparentemente calmo e sombrio, recebendo um toque de efeitos visuais que ligam o conteúdo ao contexto da música.

No mesmo, vão surgindo algumas pessoas com máscaras devido ao estado de emergência declarado em Angola, surgindo no final ao seu lado Yuri Latino, o patrão da sua produtora, a Latino Records,

Na parte técnica, “Tsunami” recebeu a produção do instrumental por parte de dois produtores americanos Haaga e Kaishen e o videoclipe foi dirigido pela Latino Records.

Paulelson encontra-se atualmente nomeado para os prémios Moda Luanda 2020 na categoria de “Estrela em Ascensão 2019”. O evento este ano será realizado virtualmente devido aos critérios de distanciamento social estipulados pelas entidades mundiais e adoptadas pelo governo de Angola.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade urbana lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".