Os ares de África, as suas gentes, os seus sabores e a gastronomia há muito deixaram de ter limites geográficos. Em qualquer lado e a qualquer momento podemos saborear o que de melhor o continente africano tem para nos oferecer, a sua rica gastronomia.

Este é o objetivo do restaurante Three Bones Restaurant & Lounge, que já tem dois espaços e chegou recentemente a Lisboa, Portugal. Na sua bagagem levou África, mais precisamente os sabores da terra onde o Kuduro e o Semba são reis, Angola. Foi lá que abriram os primeiros dois restaurantes, na Maianga e em Talatona.

A fachada do restaurante dá-nos um indício do que vamos encontrar no interior: requinte. Preta e dourada, com um toque de glamour que combina na perfeição com a zona onde está localizada, na Rua da Conceição da Glória, nº6, perto da Avenida da Liberdade. Tudo isto mistura-se o cheiro do tempero da comida que nos lembra aquela feita com amor pela mãe, tia ou avó.

As portas abrem-se às 12 horas e o espaço tem capacidade para 40 pessoas. Assim que os ponteiros assinalam a hora de abertura, as mesas vão-se enchendo, os risos não se controlam e os elogios fazem parte do menu.

A proprietária do restaurante, Luísa Silva, criou um menu que remetesse a comida caseira e que balança muito entre Angola e Portugal. Os amantes de peixe podem deliciar-se com a muqueca de peixe com arroz branco ou peixe à lagareiro com batata assada, entre outras escolhas há também o bacalhau com a kizaca, típica guarnição angolana, em folha de milho.

Mas não fica por aqui, os sabores são variados. A carne também faz parte dessa mesa familiar, desde as costoletas de borrego com grelos, carne de porco preto à alentejana ao calulu de carne seca com funge. Para beber, há espumantes, vinhos, refrigerantes e águas. Para terminar, para sobremesa pode-se escolher entre a tartelete de limão, gelados e sorvetes, tudo pelo valor médio de 30 euros.

O fim da refeição não quer dizer que o convívio também tenha que acabar. O Three Bones oferece ainda um espaço Lounge, no piso inferior do restaurante, onde o convívo faz parte do espaço. E podem ser consumidos cocktails e ouvir boa música com um DJ que ultrapassa fronteiras, desde Angola aos Estados Unidos, até às quatro da manhã.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade urbana lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.