A série sul-africana, Blood and Water, disponível na Netflix, revelou-se um sucesso ao integrar a tabela Top 10 da plataforma de streaming em vários países, incluindo EUA, Reino Unido e França.

Blood and Water é a segunda produção original africana da plataforma e conta a história de Puleng Khumalo (Ama Qamata), uma jovem de 16 anos que vive a sombra do desaparecimento da irmã mais velha, desaparecida horas depois de ter nascido. Tudo muda quando Puleng conhece uma rapariga numa festa e começa a desconfiar que ela possa ser a sua irmã. Puleng, então, decide mudar de escola para se aproximar de Fikele (Khosi Ngema) e investigar a verdade sobre a sua identidade.

A série contém algumas semelhanças a outras séries de adolescentes conhecidas, como o enredo que acontece essencialmente dentro de uma escola para jovens abastados. Com o desenvolvimento dos melodramas comuns da adolescência, a história aborda um problema ainda muito atual na África do Sul, o tráfico de pessoas. Contudo, a trama não se deixa levar pelo lado sombrio, fixando-nos ao ecrã com as investigações de Puleng, o humor sarcástico e simples ao jeito africano, a banda sonora rítmica ao som do melhor afrobeat e a capacidade de representação dos atores principais.

A história intrigante, escrita e dirigida por Nosipho Dumisa e produzida pela Gambit, deverá ver lançada uma segunda temporada brevemente. A Netflix já avisou que, “na segunda temporada, veremos Puleng e Fikile a lidar com as consequências do seu confronto explosivo à medida que mais mistério e drama se desenrolam”.