Depois de muito tempo ausente do mundo digital, a humorista e produtora de conteúdo digital angolana “Mama M” voltou à atividade com novos vídeos, que prometem arrancar gargalhadas aos mais sisudos.

Márcia Alexandra, o seu nome de registo, 33 anos, reapareceu nas redes sociais com novos sketchs, que vai conciliando com a Engenharia Petrolífera, área em que se formou.

O confinamento, que nos obrigou a todos a ficarmos em casa isolados, pode ter sido a alavanca para a produção de novos vídeos. Tudo é feito através do seu smartphone, com o apoio das apps Videolip e Videoshop, a não ser que surja uma edição mais complexa e que precise de softwares de edição mais específicos.

Num post, Mama M explicou que, apesar de acreditar que, neste tempo que vivemos, tudo tem um prazo de validade, o que a levou a deixar de lado a produção de vídeos humorísticos, a quarentena fê-la quer voltar ao ativo. “Com a quarentena, a Mama M fez confusão para sair do lugar onde estava escondida”, escreveu.

“Cada cidadão, com um telefone e com algum sentido de humor, consegue despertar gargalhadas nas outras pessoas. Nós já vivemos num mundo em que as coisas não estão boas e que para todo o lado em que a gente olha existe uma desgraça, existe algo que não está bem. Então, quando encontramos alguém que consegue despertar em nós gargalhadas, nem que seja por alguns segundos, e consegue fazer-nos rir por vezes até de situações que nós já vivemos e achamo-las absurdas, que é o que acontece na maioria das vezes comigo, penso que as pessoas vão aderir, as pessoas vão estar lá e vão gostar”, continuou no post publicado nas suas redes sociais.

A humorista quis ainda explicar que sente que o seu papel e dos seus pares é espantar os males dos outros. “Eu chamaria até de cura. Não consigo contar a quantidade de pessoas que chega ao meu lado e me diz: ‘eu estou ou eu estava a passar por momentos obscuros na minha vida e foi graças aos teus vídeos que consegui sorrir, consegui pensar em algo diferente’. Então temos uma responsabilidade muito grande. No meu caso a maioria dos vídeos que publico é uma representação da realidade daquilo que a gente vive, enquanto mãe, namorada, mulher diante de situações que a gente vive no quotidiano mas agora, além disso, tento abordar conteúdos que possam de alguma forma ser relevantes para as pessoas.”

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.