O judoca Jorge Fonseca, português com origens de São Tomé e Príncipe, está de “regresso” ao seio da seleção portuguesa, depois de ultrapassar a covid-19, expressando o seu alívio porque “o pesadelo terminou”.

“Estou de regresso! O pesadelo terminou! Estou de regresso àquilo que mais gosto de fazer: Judo”, sintetizou o campeão do Mundo de -100 kg em 2019, na sua página na rede social Facebook. 

Jorge Fonseca e Wilsa Gomes (-57 kg) tiveram testes positivos para covid-19 em 24 de junho, quando a Federação Portuguesa de Judo se preparava para iniciar o primeiro estágio alargado das seleções, em Coimbra.

“É difícil expressar a alegria que sinto por poder voltar a treinar com os meus colegas de clube e de seleção. Não foi um combate fácil, contra este adversário invisível que não se deixa agarrar nem projetar mas, com o apoio de todos, venci mais este desafio”, congratulou-se.

O judoca do Sporting, de 27 anos, esteve três semanas de quarentena em Lisboa e, posteriormente, realizou quatro testes que deram negativo. 

Jorge Fonseca revelou-se “mais determinado e confiante do que nunca, de olhos postos nos objetivos” a que se propôs juntamente com a federação e o seu treinador Pedro Soares, de quem teve “como sempre, um apoio incondicional”. 

“Uma palavra de enorme gratidão para os meus colegas e amigos que nunca se cansaram de me acarinhar e animar durante este período de angústia e incerteza. Com a vossa ajuda, foi mais fácil suportar e ultrapassar esta provação. E o meu pensamento estará seguramente convosco nas próximas vitórias que anseio alcançar”, prometeu.

O campeão mundial de -100 kg expressou ainda a sua “solidariedade a todos aqueles que se encontram infetados com esta maldita doença”, nomeadamente àqueles que “não tiveram a sorte” de passarem a pandemia como o judoca, assintomático.

“Desejo que, com o apoio dos nossos incansáveis profissionais de saúde, consigais também, todos vós, vencer esta luta”, concluiu.

Jorge Fonseca vai agora integrar o quinto estágio das seleções de judo, de terça a sexta-feira, novamente em Coimbra.

As provas de judo deverão recomeçar em setembro, mês para o qual estão previstos o Grande Prémio de Zagreb (18 e 20) e o Campeonato Nacional (26 e 27). Os Europeus de Praga, que deveriam ter-se disputado em maio, foram adiados para o período entre 8 e 10 de novembro.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 596 mil mortos e infetou mais de 14 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Portugal contabiliza pelo menos 1.684 mortos associados à covid-19 em 48.390 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.