Se a maioria de nós mal consegue fabricar uns rabiscos com uma esferográfica BIC, o mesmo não se pode dizer de que Patrick Onyekwere que utiliza a caneta para criar obras de arte surpreendentemente realistas.

Olhares penetrantes e semblantes introspectivos é como podemos caracterizar os retratos do artista nigeriano. “Tento usar sempre a minha arte para falar por pessoas que não conseguem falar por si mesmas”, explica Onyekwere ao Design Boom. As imagens são realistas que, ao primeiro olhar, são confundidas com fotografias, tal é a perfeição da captação da luz e expressão.

A esferográfica é de fácil acesso e “combina com o “tipo de técnica de preenchimento que uso e porque não pode ser apagado”, explicou Onyekwere num vídeo divulgado no Instagram.

A simples caneta de bilha azul, que chamamos vulgarmente de esferográfica BIC, também foi o instrumento de eleição de artistas de renome da pop art internacional, como o norte-americano Andy Warhol.

As suas obras podem levar de três semanas a vários mês até estarem finalizados. Num fundo branco, o grande destaque das suas obras são os olhos do modelo e a forma como este está exposto à luz. “Os olhos têm o poder de transmitir emoções e sentimentos. Eles falam muito quando olhas para eles.”

O amor pelas artes começou quando o artista era ainda criança e já começa a criar caricaturas. Em 2015, começou a desenhar profissionalmente.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.