Vix Russe participou do Red Bull Breaktime Sessions, maior concurso de bandas universitárias do Brasil, onde, com votação público, se consagrou vencedora. Como prémio, a artista gravou um EP, com quatro faixas autorais, nos estúdios da Red Bull, em São Paulo. O trabalho está disponível em todas as plataformas de streaming e no seu canal no YouTube.

O EP demonstra a versatilidade musical da artista brasiliense, com batidas e rimas próprias, que carregam fortes influências rítmicas e vocais do gospel, R&B, pop e, sobretudo, de muita brasilidade.

A produção musical é assinada por Jojo Baby, produtor e beatmaker da capital federal brasileira e parceiro artístico de Vix. “Os beats do Jojo tornaram tudo mais rico, porque ele também é muito versátil. Essa conexão foi muito importante para a composição no estúdio”, comenta a cantora.

Todas as faixas de “BB” contam com participações artísticas especiais. Hodari, cantor e compositor conhecido pelo hit “Teu popô”, faz as guitarras em “Poolparty” e “Comigo”. Luiza de Alexandre, backing vocal de Duda Beat, gravou vocais em “Amarildo” e “Comigo”, junto de Macla, backing de Vix Russel. Já em “Antônia”, Kel e Malcolm VL colaboram com Vix, em um feat potente e sincero.

O nome “BB” surgiu da ideia de dividir a obra em duas faces. As duas primeiras faixas, mais alegres e vibrantes, revelam o primeiro “B”, enquanto as outras duas, densas e sérias, completam o segundo “B”. Vix explica a escolha: “O EP apresenta músicas que fazem as pessoas se sentirem bem e felizes, mas também possui a profundidade que a temática pede, são os dois lados”. Todas as letras e melodias foram compostas e produzidas na semana de gravação, que ocorreu em novembro do ano passado.

A identidade visual, feita pelo fotógrafo Fábio Setti, retrata a dualidade do trabalho. A capa é fragmentada em duas faces, que representam os ciclos da vida, ora densos, ora mais leves. As cores e texturas representam este contraste. As fotografias analógicas, por Ísis de Oliveira, propõem um resgate: a fotografia analógica como um outro processo e relação com o tempo. Fábio e Ísis buscaram a duplicidade também na imagem, tanto digital, quanto analógica.

Vix conquistou a vitória no Breaktime Sessions através de forte apoio da cena artística do DF, de seus fãs e conhecidos, contabilizando cerca de 5 mil votos. Por ser a única finalista negra do concurso, a compositora abordou a temática da negritude na obra: “Na hora de compor pensei que estes espaços, geralmente, não são ocupados por pessoas como eu, por isso resolvi escrever sobre o tema”.

Nascida no interior de Goiás e criada em Brasília, a cantora e compositora, de 22 anos, iniciou o seu processo musical na infância, mas só voltou a cantar no quinto semestre de graduação em Jornalismo, na Universidade de Brasília. Lançou, em janeiro de 2019, o trabalho de estreia, o EP “Guias”, com seis faixas. A música “Preta” se destacou, alcançando mais de 50 mil visualizações no spotify. Vix Russel é artista da Obi, selo e produtora de cultura Hip Hop do DF.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.