O programa de Ellen DeGeneres está a ser alvo de uma investigação interna. Em causa estão as várias queixas relacionadas com o alegado ambiente tóxico vivido nos bastidores do programa. O caso está a ser acompanhado pela WarnerMedia, que irá realizar uma auditoria, através da realização de entrevistas a funcionários e ex-funcionários, no sentido de apurar a veracidade das queixas apresentadas.

“Racismo, medo e intimidação” são algumas das palavras que os ex-funcionários usam na carta enviada ao site BuzzFeed para explicar o clima que se vive nos bastidores. Uma das testemunhas, em revelações ao site, afirmou que uma mulher negra foi vítima de racismo durante os 18 meses em que trabalhou para o programa.

A acusação foi sustentada afirmando que a mulher era alvo de piadas com teor racista e relembra o episódio em que um membro da equipa olhou para ela e para outra colega, dizendo que esperava não confundi-las por ambas terem o cabelo crespo.

Há também testemunhos de funcionários que se sentiram marginalizados e alvo de processos disciplinares por se posicionarem contra a cultura de discriminação alegadamente vivida nos bastidores.

Segundo as acusações, os trabalhadores também não estavam autorizados a dirigir a palavra à apresentadora nos bastidores, situação com a qual Elle DeGeneres, aparentemente, se mostrou conivente a ponto de uma das testemunhas afirmar que a mesma deveria ser responsabilizada pelas ordens e tratamento que são dados aos colaboradores.

A apresentadora é ainda acusada de ter uma postura perante as câmaras que não se coaduna com a realidade. “Isso de ser bondoso só aparece quando as câmaras estão ligadas”, acusa uma ex-funcionária.

Confrontados com a situação, os produtores negam todas as acusações de que têm sido alvo, afirmando-se de “coração partido” com toda a situação. “Lamentos saber que uma pessoa da nossa família de produção tenha tido uma experiência negativa”, acrescentaram reforçando que o comportamento discriminatório e as práticas abusivas não fazem da missão que Ellen encarregou a equipa.

O Programa The Ellen DeGeneres Show, que já recebeu várias distinções, incluindo Emmys, vai na sua 17ª temporada. Atualmente as emissões encontram-se suspensas devido à pandemia.

Vale relembrar que, há quatro meses, o humorista Kevin T. Porter prometeu doar dois dólares por cada história que as pessoas partilhassem sobre “a Ellen ser má”. O assunto virou tendência no Twittter e Kevin obteve mais de 300 respostas em dois dias, mas não escondeu a dificuldade de apurar a veracidade das histórias, chegando a afirmar que a situação estava “fora de controlo”.

Os rumores sobre a personalidade pouco abonatória de Ellen DeGeneres existem há alguns anos. Sobre a mais recente polémica e até ao momento, não foi possível obter qualquer declaração por parte da apresentadora nem dos seus representantes.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.

Inconformada por natureza, acredito que o sucesso é um processo de melhoria contínua. Apaixonada pelas liberdades e oportunidades que a vida tem para oferecer. Teimosa o suficiente para não desistir, inteligente o suficiente para saber quando desistir. P.S: Ainda compro jornais em papel.