A organização dos Angola Music Awards apresentou a lista definitiva dos nomeados para a 7ª edição do evento, a ser realizada em Luanda. C4 Pedro viu o seu nome ser nomeado em sete categorias, tornando-se no artista mais nomeado deste ano.

A boa nova para este ano dentro do concurso recai para o aumento de categorias, o que “espelha a diversidade da cultura angolana”, que os AMA pretendem destacar todos os anos.

As novas categorias Artista Novo Talento e Melhor Música dos PALOP Tocada em Angola integram assim o concurso, num total de 26. São 123 artistas nomeados, num “recorde absoluto do número de
nomeados e categorias”.

Nesta 7ª edição, C4 Pedro aparece a liderar a lista dos artistas com maior número de nomeações somando um total de sete, seguido de Puto Português e Rui Orlando, com seis cada um, e Erika Nelumba, Neide Sofia e Dj Habias nomeados em cinco categorias.

Uma das inovações para o ano de 2020 é o alargamento de opções de votos. Facebook e site oficial do evento são os locais onde público pode votar, como nas edições anteriores, sendo que há agora também a possibilidade de o fazer via aplicação Musickool.

“Em 2020 o quadro do Júri volta a ser nomeado pela organização, mas totalmente independente dela, sendo um deles designado por porta-voz do júri. São pessoas conhecedoras do meio musical angolano, independentes do mercado e dos candidatos a concurso. Reúne antigos músicos, jornalistas, representantes das diversas classes em concurso e dos órgãos reguladores do sector (SADIA e UNAC), garantindo-se assim a independência dos resultados das votações”, disse a organização em comunicado de imprensa.

Com data de realização prevista para dia 7 de novembro, a gala de entrega de prémios será feita de acordo com a evolução da situação sanitária devido à pandemia da COVID-19 em Angola. O evento será igualmente transmitido via TV e online.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".