O DJ Burutuma tem nova música. Com a participação da jovem cantora natural da Guine- Bissau, Bítia Veira Camará, mais conhecida por Missy Bity, “The End” está disponível desde sexta-feira nas plataformas digitais.

O single é uma mistura de Rap, Soul e Rnb. A colaboração aconteceu de forma natural. Buruntuma, que já tem uma carreira de deejay consolidada, afirma-se um admirador confesso do trabalho da conterrânea Miss Bity.

‘’Fiquei fã logo, já não ouvia algo tão fresh cantado em crioulo da Guiné há algum tempo. Decidi logo que tinha de colaborar com ela. Felizmente veio para cá [Portugal], fiz questão de ir vê-la ao vivo, para sentir de perto e captar bem a essência dela. Gosto de colaborar com pessoas com quem tenho um feeling bom e acima de tudo sou fã do seu trabalho. E foi fácil trabalharmos”, disse-nos o artista.

Fizemos questão que fosse algo internacional, mas com a nossa identidade ao mesmo tempo. Daí o crioulo e o inglês’’, contou Buruntuma.

Para este ano ainda, o DJ adiantou que podemos esperar muita música nova da sua parte e, acima de tudo, colaborações improváveis. Mesmo com a paragem de alguns trabalhos por conta da covid-19, este período atípico fez com que trabalhasse mais e também, por outro lado, se concentrasse em coisas que antes não tinha tempo.

Missy Bity, a tirar um curso de DJ e Produção em Lisboa, Portugal, contou-nos que a pandemia também atrapalhou o início do seu sucesso na música mas nem isso a faz parar.

Simpática, divertida e talentosa, a cantora que tem tem sido para muitos a nova aposta da música guineense, manifestou o desejo de expandir o “Rap Kriol”, que se faz na Guiné-Bissau, a nível internacional e projetar a sua performance na música Soul.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.