Acontece na Costa da Caparica, freguesia portuguesa elevada a cidade em 2004, um dos festivais mais acarinhados e veranis, o festival do Sol da Caparica e estamos precisamente a um ano de distância da sua próxima edição.

Este festival prima por um cartaz sempre diversificado e inclusivo. A ele são chamados e convidados artistas dos mais variados géneros musicais, desde o rock à kizomba e cujas origens vão desde Portugal ao Brasil sendo o objetivo trazer para o palco a excelência do trabalho dos artistas lusófonos. Este ano, pelas razões que marcam a atualidade da nossa saúde pública, (COVID-19), a edição fica suspensa, aliás, como todos os outros festivais que por norma acontecem no verão.

Começa então a ser desenhado o cartaz para 2021, para a 7ª edição do Sol da Caparica, e já são conhecidos os principias nomes do alinhamento. São eles Diogo Piçarra, Anselmo Ralph, HMB, Mão Morta, Moonspell, Pablo Martins, Plutónio, Profjam e Rui Orlando.

Além da música, será possível assistir a momentos de comédia, dança, surf, sendo a Caparica uma zona de praia, o surf é uma junção adequada à dinâmica local do festival, entre outras tantas. O evento assume o nome de festival em pleno e vai brindar o público com quatro dias, de 12 a 15 de agosto, de puro entretenimento e momentos de lazer.

Os mais pequenos terão também um dia a eles dedicado, onde poderão explorar diferentes atividades e diversões.

2019 foi o ano em que o festival bateu o recorde de visitantes e, em 2021, com a produção do Grupo Chiado, em parceria com a Câmara Municipal de Almada, um dos principais objetivos continuará a ser a promoção da região. Estão a ser preparadas algumas novidades para a próxima edição que poderá voltar a contar com a Zona Grafite, um reforço na Zona Gaming, comes e bebes no espaço verde e a Zona Zen contará com um lounge diferenciador .

Os palcos são o principal, o secundário, o comédia e o de dança. Os bilhetes já estão disponíveis para compra nos locais habituais (22€ para o bilhete diário, 45€ os passes de 3 dias + Dia da Criança e 54€ para o passe de 4 dias).

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.