Portugal é o segundo país onde mais se ouve o Funk, género musical brasileiro nascido no seio das comunidades periféricas da cidade do Rio de Janeiro. Desta forma, KondZilla anuncia que o Funk carioca, vindo diretamente da favela e sendo um fenómeno de massas, tanto no Brasil como em Portugal, terá um festival em terras lusas.

Com data marcada para 2021, esta será a primeira edição de um festival desta dimensão em Portugal e, na verdade, não podia ser nada menos do que isso, não fosse a mão de Konrad Dantas estar por detrás de todo o evento.

Konrad ou Kondzilla como é mais conhecido no meio artístico é um dos principais responsáveis pela explosão desta nova vaga de Funk Brasileiro, sendo que ele criou o maior canal de Música do YouTube do mundo, o Kondzilla, que contando com mais 60 milhões de subscritores. É lá que nomes como MC Kekel, Nego do Borel ou Anitta, estreiam, semanalmente, temas que depois se tornam hits.

Kondzilla agencia mais de 90 artistas e é multifacetado profissionalmente engajando-se na área de produção, na criação e na direção. É também este o motivo pelo qual o festival tem o seu nome. Para esta primeira edição estão confirmados dois nomes, Kevinho (Brasil) e David Carreira (Portugal) e é de recordar que juntos lançaram, este verão, o tema “Festa” tendo batido a meta dos 4.5 milhões de visualizações no espaço de um mês. Foi precisamente este tema que deu mote à parceria entre Kondzilla e Regibrainstorm – uma corporação portuguesa de Produções Musicais e Audiovisuais).

As datas do evento estão por anunciar mas já está garantida a festa, a atmosfera de dança e a simbólica junção Portugal-Brasil.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.