Rigoberto Torres lançou esta sexta-feira, 14, o EP O Meu Outro lado, uma homenagem aos maiores clássicos dO RnB lusófono.

Com base nas maiores referências musicais da lusofonia do início dos anos 2000, o rapper de 20 anos deu vida a clássicos de Boss Ac, Gutto, Warrant B e Kalibrados.

Com cinco temas, o EP O Meu outro lado contou com a produção executiva de DJ Ritchelly e foi inteiramente produzido com extratos e músicas conhecidas do R&B em português que marcaram as duas últimas décadas.

“Todas as músicas contam com samples de temas que marcaram a minha infância. Alimentei os meus gostos musicais com as obras desses artistas. São marcas do passado, que se gravaram na história de muita gente e que o Ritchelly e eu trouxemos para os tempos de hoje com uma outra sonoridade”, explicou Rigoberto Torres.

Além de DJ Ritchelly, trabalharam no EP Ken Blanchard e Yolanda Zua na direcção artística, no tratamento de áudio estiveram Karl’s Kalandula (pianista), Jacks Di e Silvio Renato (guitarristas) e Macaia Music, Camufingo que cuidaram dos arranjos, mistura e master, respectivamente. Quanto ao vocal, participaram Jacks Di, V Lex, S.O.F., Todo Bom Papekas e Slim Boy.

Rigoberto Torres começou a envolver-se com o mundo musical por influência da mãe e do irmão mais velho. Ainda adolescente começou a compor as primeiras letras com amigos. Atualmente, o rapper integra a produtora “B-ÜNIK”

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.