O ator americano Cuba Gooding Jr. está a ser acusado de violar uma mulher duas vezes num quarto de hotel de Nova Iorque, em 2013. Já indiciado anteriormente por tocar sexualmente à força em três mulheres, agora também é acusado de violação em 2013, de acordo com uma denúncia civil registada nesta terça-feira.

Nesta denúncia, registada no tribunal federal de Manhattan e citado por vários meios de comunicação norte-americanos, o ator de 52 anos e vencedor do Óscar de Melhor Ator Secundário em 1997, pelo seu papel em Jerry Maguire, é acusado por uma mulher, cuja identidade não foi ainda revelada.

Os relatos sobre o acontecido revelam que, depois de uma bebida, o ator levou a mulher para o seu quarto, ter-se-à começado a despir e a mulher avisou que queria ir embora. O ator terá empurrando-a para a cama e violou-a duas vezes.

“A nossa cliente fez denúncias muito graves contra Cuba Gooding Jr.. Ela está ansiosa para obter justiça no tribunal”, disse à AFP Gloria Allred, advogada da suposta vítima, que pede uma indemnização, não revelada, por danos.

“Essas alegações são falsas e perjúrio”, disse Mark Jay Heller, o advogado do ator, à AFP.

Desde 2019, cerca de 20 mulheres acusaram Cuba Gooding Jr. de toque forçado ou assédio sexual. O ator foi acusado de agredir sexualmente três das mulheres por trás das acusações. O seu julgamento em Manhattan estava programado para começar em abril, antes de ser adiado indefinidamente devido à pandemia.

Cuba Gooding Jr. ganhou destaque com o filme “Boyz’n the Hood, Law of the Streets” (1991). Recentemente, interpretou O.J. Simpson na minissérie “American Crime Story”. O ator é um dos homens da série que caiu em desgraça com o movimento #MeToo, que em fevereiro obteve uma vitória espetacular com a sentença do ex-produtor de cinema Harvey Weinstein a 23 anos de prisão.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.